Dica do Dia: Calibrar Pneu


Boa noite,

Pneus muito cheios diminuem a aderência. Pneus mais vazios gasta-se mais gasolina, mas aumenta-se a aderência e a segurança. Os pneus devem ser calibrados conforme manual do veículo e de acordo com o peso da carga.

 

 

Todo o manual do proprietário (caso não tenha, na internet você acha fácil), possui as medidas exatas para calibrar os pneus com carga cheia ou com o carro vazio. Seguindo as recomendações você irá preservar a vida útil dos pneus (e ainda de quebra economizar um pouco lá na frente).

Obrigado

Eventuais Manutenções


Boa tarde,

Algumas dicas para as pessoas que pouco se preocupam com a manutenção do carro. Hoje conversei com uma amiga minha sobre manutenção de carros, por incrível que pareça ela comentou comigo que nunca olhava nada no carro e que deixava tudo na mão da concessionária no momento das revisões programadas.

Depois da nossa conversa eu fiquei pensando, quantas pessoas que possuem um carro novo e deixam tudo para fazer no momento da revisão? Acredito que assim como ela, diversas outras pessoas não fazem absolutamente nada por 2 motivos aparentes: 1) Achar que carro novo não quebra e 2) Esquecimento ou sensação de conforto extrema.

Para qualquer um dos motivos, o ideal é sempre fazer check-ups semanais no carro, as vezes pequenas ações poderão evitar dores de cabeça em um futuro – que pode ser próximo. Vou tentar listar algumas que eu consigo lembrar, além disso uma boa leitura no manual do proprietário poderá reforçar cada um dos itens listados abaixo:

1) Verifique a calibragem dos pneus.

De certa forma o ideal é sempre calibrar os pneus a cada 2 tanques de combustível, levando em consideração que você abastece toda semana. Se você é uma pessoa cuidadosa e sempre (na medida do possível) desvia dos buracos das ruas e mesmo assim o pneu continua descendo 5 ou 6 libras entre cada calibragem é fato de que existe algum problema no bico do pneu. Um reparo rápido de R$ 8 ou R$ 10 reais resolverá o seu problema e ajudará a manter o pneu por muito mais tempo calibrado corretamente.

2) Água do limpador de para-brisa.

Certifique-se que existe água no galãozinho específico para o limpador do para-brisa, a questão de usar ou não um sabão é particular, embora eu seja contra, porque em nenhum lugar do manual especifica que seja recomendado. E o fato de que em SP nunca chove (ou chove demais em alguns períodos) deixará o sabão com uma espessura no mínimo estranha.

3) Calibre o Estepe

Nunca se esqueça do estepe, fiel escudeiro para as horas difíceis. O pobre coitado ajuda você na hora que você mais precisa e como recompensa calibrar ele com 10 libras a mais do que os pneus de uso comum, 1 vez por mês,  é o mínimo que eu espero.

4) Verifique os faróis

Estacionar de ré para ver o reflexo dos faróis traseiros, pode ser uma alternativa rápida para ver se toda a elétrica dos faróis está ok. Outra dica é verificar se os faróis dianteiros estão amarelados. Se estiverem uma boa revitalização resolverá o problema. Normalmente as pessoas realizam a substituição da peça, porém algumas empresas que trabalham com funilaria automotiva possuem equipamento próprio para recuperar o farol amarelado.

5) Tanque de Gasolina frontal (carros flex).

Abasteça 1 vez por Mês, não se esqueça que carro a álcool sofre na partida, alguns modelos mais novos, dispensam o uso do “tanquinho” porém a grande maioria ainda conta com esse recurso para facilitar na partida a frio.