Dia 27: C4 Hatch


Boa noite

Hoje completa 27 dias de utilização efetiva do C4 Hatc,h, algumas informações são bem interessantes de serem compartilhadas.

De fato o carro consome um pouco mais do que qualquer outro carro que eu já tive, porém vale ressaltar que ele também é o carro mais potente que eu já dirigi, de longe os 150cv deixam para trás qualquer outro carro. E o fato dele ser mais leve do que o Sedan torna ele extremamente ágil na cidade.

Considerando este fator importante o consumo nem me preocupa muito, ainda mais que ele está fazendo uma média de 5.7 km/l de etanol e isso é ótimo, porque já vi relatos do C4 Pallas Sedan que faz apenas 4.5 quando abastecido com o mesmo combustível.

Uma informação relevante para os proprietários do C4 (ou futuros) é que de fato o carro é muito baixo, fui estacionar de ré em uma rampa que na verdade era uma entrada de garagem e a placa caiu na rua. Caiu mesmo, ficou presa somente por um misero parafuso e acabou entortando a placa quando eu tirei o carro.

O fato ocorre porque a placa do carro está muito próxima do chão, acho que dos carros que rodam no Brasil o C4 é o carro que a placa está mais próxima do chão e isso torna a condução complicada, ainda mais para trafegar em lugares que exigem um nível de inclinação pouco comum.

Este slideshow necessita de JavaScript.

No geral estou bastante satisfeito com o carro, tanto que eu trocaria ele pela versão Solaris que possui teto solar e até arriscaria comprar um automático, pena que ele possui somente 4 marchas o que deixa ele rápido na cidade porém barulhento na estrada, por esticar demais a quarta marcha – embora câmbios automáticos tenha uma relação de marchas mais longas para amenizar o fato de faltar 1 marcha.

Outro ponto importante é que o carro mesmo sendo preto é um carro bastante fresco, basta abrir os vidros e rapidamente a temperatura já fica mais amena, mesmo em dias quentes como hoje que SP fez 31ºC e realmente o uso do ar condicionado seria necessário, porém como percorri distâncias curtas eu raramente ligo o ar condicionado.

Um fato importante está na visibilidade do carro, visualizar as laterais do carro exige prática, se você depender dos retrovisores com certeza você fará uma cagada no carro, é preciso conhecer as dimensões do carro e realmente sentir que ele faz parte de você no momento de estacionar em lugares apertados.

É preciso lembrar que isso acontece para qualquer carro, é preciso conhecer bem o carro em que você guia, para poder passar por lugares apertados no caso do C4 a missão é mais complicada porque o parabrisa fica muito longe do motorista, eu estou acostumado a dirigir Fusca, onde o parabrisa fica a 1 palmo da sua face.

No salão do automóvel havia uma versão especial do C4 Hatch – na minha opinião o stand da Citroen novamente foi o melhor do salão, as modelos nem chamavam tanto a atenção, mas a apresentação do produto foi feita de forma diferenciada, além da animação do jogo de luzes e painéis. Realmente bastante diferenciado de outras montadoras.

Animação no Stand da Citroen

Animação no Stand da Citroen

A versão do C4 Hacth que estava no salão pouco chamou a atenção, porque estava sendo apresentada a linha DS da Citroen, que de fato é muito mais bonita e todos são ricos em detalhes – destaque para o DS5 que parece uma cabine de avião tamanha a quantidade de botões no console e no teto.

A versão que estava no Salão era a Exclusive, vejam que no painel a tampa do Exclusive é maior do que o GLX e com isso cabe tranquilamente um Smartphone, hoje eu tenho que deixar na lateral da porta ou no bolso.

O teto solar da Citroen é Webasto, marca mundialmente conhecida pela qualidade, não tem nada de diferente da versão que é vendida no mercado de teto solar, se fosse um teto no estilo da Fiat, seria mais interessante, porém os tetos da Fiat são famosos por não durarem….

Obrigado