Dia de Piloto


Boa tarde

 

No último sábado, 25 de outubro ocorreu no autódromo de Velo Città 4 eventos e são eles:

  1. FunDay
  2. EvoDay
  3. Marcas e Pilotos
  4. Lancer Cup

Como não poderia ficar de fora dessa, decidi colocar o Lancer na pista para testar o seu máximo desempenho.

Antes de colocar o carro na pista é preciso ter os seguintes cuidados:

  • Pneus
  • Freios
  • Suspensão
  • Arrefecimento do Motor
  • Arrefecimento do Câmbio (Quando Automático)
  • Óleo e Filtro do Motor
  • Fluído de Freio
  • Palhetas

Todos os itens acima são extremamente necessários não só na pista, mas também na rua. Mas na pista a exigência é maior e todo o processo não tolera falhas, principalmente porque você está em uma competição que ninguém entra para perder, ninguém quer ser o último, mesmo que seja contra o relógio (Time Attack), sempre haverá alguém com um tempo melhor e pior do que o seu.

Os Tracks Days são muito comuns nos EUA, se popularizaram no Brasil a cerca de 3 anos, no último ano tivemos uma grande quantidade de eventos e participantes, os custos de participação tornaram-se mais acessíveis, variando de R$ 500,00 até 3mil dependendo do organizador, pista, categoria e data.

Vamos a realidade dos track days para “meros mortais” nos quais eu me encaixo, cujo os valores podem variar entre R$ 500 até R$ 700 (somente a pista), você pode participar de até 3 baterias com 13 voltas cada uma (média).

Lembrando que o seu carro de rua não é um carro de competição, logo você poderá ter alguns problemas e são eles:

Falta de Freio >> Ocorre principalmente quando o freio é utilizado de forma estressada, para reduzir o efeito do fading (fadiga), o que faz o carro ficar praticamente sem freios. O calor é inimigo de qualquer componente do carro, para manter a temperatura em níveis aceitáveis considere o uso de discos frisados, são caros, mas auxiliam o processo de frenagem do carro como um todo.

Trepidação no volante >> Este é mais comum quando você usa a pista depois de muitos outros carros, dependendo do campeonato o piloto não freia nas curvas, entra de lado derrapando, alguns pneus começam a se desgastar na curva e soltam verdadeiras lascas de borracha. Nunca desvie das borrachas, faça sempre o seu caminho e passe por cima delas.

Como o seu pneu estará a uma temperatura muito acima do normal, quando você “atrolepar” o pedaço da borracha ela ficará grudada no seu carro até o final do evento – isso não estraga o pneu do carro, relaxa que no caminho de volta para casa as borrachas se soltaram dos pneus.

Calibragem >> Calibre os pneus com pelo menos 4 libras acima da sua média normal.

Verificar todos os fluídos >> Quanto mais novos, melhor será o rendimento do motor do seu carro, você poderá trocar as marchas no limite de giro (na faixa de velocidade) sem se preocupar se o óleo do carro irá

Palheta >> Nunca se sabe, mas se chover e você não tiver uma plalheta fatalmente seu vidro ficará todo riscado além da visão comprometida.

Pneus >> Se estiver com bolha esqueça, ela vai estourar principalmente por causa da alta temperatura e nível de atrito na pista, esqueça o uso de pneus remold, no novo regulamento dos track days eles não poderão ser usados.

Combustível >> Use Podium e se possível com um frasco de aditivo, evite abastecer no local do evento, principalmente porque o preço do litro costuma ser R$ 4,50.

Placa >> Alguns track days não incluem um tampa placa dianteiro e traseiro, logo parte de você cobrir a placa do seu carro, isso se deve para evitar problemas futuros (seguradoras e venda) comprar um carro que é usado frequentemente em Track Day pode ser um problema. Alguém sabe a placa do Civic Black Bull ? Não porque todos os vídeos a placa está censurada. Carro bem revisado e bem cuidado não perde valor de revenda.

Falando em seguro e garantia, lembre-se que a partir do momento em que você coloca as rodas do carro em um autódromo, não existe mais garantia e nem seguro contra colisão. Você está assumindo um risco para o carro, seguradora nenhuma cobre qualquer eventualidade em pistas de track day. E se ocorrer qualquer falha mecânica ou elétrica a montadora também não irá cobrir os custos em garantia (se descobrir). Dá para descobrir, principalmente se for uma peça com desgaste prematuro por mal uso ou uso excessivo.

 

Pós Corrida

Se mesmo depois de um tempo (uns 80km) a trepidação no pneu continuar, provavelmente você danificou os pneus, as seguintes condições podem danificar o jogo.

  1. Rodar na pista
  2. Zebrado o tempo todo
  3. Pneu já estava seu limite de uso

Quanto ao freio, se ao pisar no freio (acima de 100km/h) o carro trepidar, provavelmente você empenou o disco.

Na revisão de pós corrida, você deverá verificar fluído de freio, óleo de motor e óleo do câmbio. Considerando que todos os itens foram usados ao extremo uma avaliada nos freios também é importante.

Normalmente o óleo do câmbio é trocado, assim como a sangria dos freios, para garantir um aumento da vida útil de todos os componentes do carro.

Um ponto importante é a remoção dos adesivos da competição, toda e qualquer competição os carros são adesivados com números e patrocinadores do evento, por menores que sejam não deixe os adesivos da lataria por mais de 1 semana, principalmente se o estacionamento onde o carro fica durante a semana for descoberto.

Uma dica para remoção da cola do adesivo é a utilização de água e detergente normal, ou então, lavar o carro e depois aplicar uma cera ou massa para polir para remover toda a cola.

Obrigado

Carreira de Piloto


Boa tarde

Ano novo, vida nova… a frase é tão velha que eu nem faço ideia de quando ela publicada pela primeira vez… o autor então, esquece…

No ano de 2012 eu havia comentado que queria explicar um pouco sobre como é ter um clássico da indústria automobilística, poderia ser um Opala, Maverick, Mustang, Challenger ou Charger… acabei optando por uma oportunidade única ter um Fusca (que ainda assim não deixa de ser um clássico).

Para 2013 eu estou disposto a tentar um hobby novo, estava montando um Corsa para competição, porém por diversos motivos entre eles assalto, não pude concretizar esta vontade da melhor forma. Já corri em Interlagos e fiz um treinamento na pista, sei como é divertido e como mesclar essa diversão com segurança.

Para 2013, além deste investimento estou pensando seriamente em ter um o famoso Gol com mecânica fácil AP para preparação. Não sou uma das pessoas mais fascinadas pela mecânica AP da VW, mas a facilidade de preparação alinhado ao amplo conhecimento no mercado x baixo custo de preparação são fatores que eu ponderei bastante.

Hoje é possível encontrar o famoso GOl 1000 com míseros 50cv de potência no mercado em excelente estado por menos de 5mil Dilmas. A escolha do carro é um dos fatores de sucesso do piloto, a escolha do carro se deve a inúmeras características.

Eu achava sinceramente que seria a parte mais difícil escolher o carro, entretanto a categoria pela qual você irá competir também é uma escolha bem difícil. Existem diversas categorias, com diversas regras que devem ser seguidas e são auditadas a cada corrida, logo não é possível fazer um carro híbrido.

As categorias que irão requerer menor investimento do piloto são a corrida de antigos e a arrancada de carros originais. Entretanto é importante reforçar que para ambas as categorias são carros bem diferentes.

Existe também a categoria Track Day, que não é uma competição, tanto não é que não existe largada, os carros são colocados na pista com uma distância considerável entre um e outro para evitar justamente uma possível competição entre si. Claro que existem carros com mecânicas exageradas que irão dar voltas e voltas nos pilotos menos preparados (seja em categoria, desempenho ou veículo).

O Track Day exige um pouco mais do carro, por ser uma corrida onde o piloto irá dar diversas voltas, ou seja, freio, suspensão, pneus e toda a homocinética do carro deverá estar em dia.

Lembrando que as corridas de Track Day são bem legais mas assim como todas as outras envolve um custo razoável para a brincadeira. Pense nisso se você tem um carro com mais de 150cv. O ADG divulgou recentemente uma cena de um Track Day que ele mesmo fez em seu Alfa Romeu 156, onde apareceu um Uno aparentemente original. Porém o piloto segundo ele mandava bem, eu sinceramente não posso julgar a qualidade de um piloto em apenas 45s de vídeo, mas como ele estava presente acredito que realmente tenha sido satisfatório, achei legal ele compartilhar o momento do Track Day, mas dirigir com apenas uma mão, poderá comprometer um pouco a segurança dele e dos outros pilotos, mas enfim ele estava devagar…

Pensei em diversas vezes ter um carro para Track Day, mas acho que o C4 dá conta do recado na pista também. Gostaria de participar de um campeonato de arrancada, com um carro que faça de 0-100 em 7s ou menos e que nos 401m mostre respeito na aceleração e frenagem. Pelo custo de compra e preparação o Gol ainda sai na frente.

Assistam abaixo a edição do canal LSBrasil sobre o Track Day na fazenda Capuava

Vamos ver se eu consigo, o importante é conseguir montar uma equipe para essa finalidade,  os custos de uma carretinha apropriada para transporte do bólido pode ser um problema nessa empreitada.

 

Obrigado