Dia 01: Mitsubishi Lancer CVT


Boa tarde

É um pouco difícil atualizar o blog no mesmo dia que eu faço a a avaliação, mas segue (um pouco atrasada) a avaliação do carro, ouvindo Never Gonna Come Back Down (recomendo).

 

O Lancer é um carro um pouco enjoado, seu consumo fica de médio para ruim quando abastecido com gasolina comum, minha principal teoria sobre isso é que o motorista tem que pisar muito mais para o carro responder da mesma forma quando abastecido com podium. O consumo urbano com trânsito gira em torno de 5 a 7km/l (no máximo).

O computador de bordo do Lancer exibe o consumo instantâneo, ou seja o consumo pode mudar muito até o final da rua. É uma medição bem diferente da Citroen –  que demora muito para atualizar o computador de Bordo – este tipo de consumo é mais realista porque faz você ponderar um pouco a força do pedal da direita.

2014-04-26 20.58.34

Abasteci com Podium para poder medir o comportamento do carro, a Petrobrás informa que é a melhor gasolina do Brasil hoje disponível, mas infelizmente já tive avaliações ruins desta gasolina, depois aprendi que existe 2 postos muito bons da Petrobrás em SP (Avenida Europa e Avenida Indianópolis) ambos são lugares seguros e o preço da gasolina é exatamente o mesmo R$ 3.8 o litro do ouro.

Quando abastecido com Podium o rendimento do carro é outro, realmente ele tem respostas mais rápidas.

2014-04-26 21.13.36

Mantendo a média de 29km/l (trânsito mediano) o carro fez uma média de quase 11km/l. Sem abusar muito do acelerador claro, eu queria saber qual seria o melhor consumo sem exageros.

2014-04-06 19.13.37

O Lancer é um carro que dispensa comentários quanto ao design, alguns não gostam muito do carro por causa da traseira um tanto quanto quadrada demais para os padrões atuais, mas a frente invocada no estilo “Tubarão” e os faróis avantajados dão uma cara de mal para carro muito difícil de encontrar nos carros de hoje.

2014-03-09 12.12.12

A foto não está muito boa mas queria mostrar exatamente este ângulo, a traseira reta do Lancer é algo que me agrada muito. A ausência de um sensor de estacionamento dificulta um pouco a manobrar o carro em lugares fechados ou em dias de chuva.

Mas no geral é um carro muito fácil de dirigir, acho justamente esse jeito quadrado da traseira facilitar porque “mentalmente” você consegue projetar o tamanho do carro, sabe que a traseira é reta então dificilmente você irá bater a traseira quando estacionar de ré.

Obrigado

 

 

31 dias com Mitsubihi Lancer


Boa noite

 

Novo carro para fazer a avaliação dos 31 dias.

O Sedan Médio Japonês, já no Brasil desde 2011, veio para brigar de frente com o Civic e o Corolla (líderes do segmento).

 

É inevitável ignorar a disputa entre os Subarus WRX STI com o Lancer Evolution X, embora a proposta do Lancer seja “popularizar” a marca no segmento de sedans médios, o Lancer fica um pouco atrás de seus concorrentes quando colocado na balança.

 

Comprar pela razão ou pela emoção?

É a primeira pergunta que se faz quando você pensa em um carro novo, se considerar a razão você irá colocar em uma balança os seguintes itens:

  • Custo
  • Benefício
  • Custo Manutenção
  • Custo Reparo
  • Revenda
  • Seguro
  • Consumo
  • Espaço
  • Potência
  • Consumo
  • Design
  • Marca
  • Modelo
  • Versão
  • + 20 itens…

Se for pela razão, você irá olhar para o carro apontar com o dedo e falar “eu quero”, independente de qualquer custo que o carro tenha, você pode comparar e olhar os prós e contras do carro, mas o Lancer é um carro que se compra pela Emoção.

Ele tem os seus atributos, entre eles o Design, Confiança pela Marca, Motor e Câmbio.

O câmbio automático é do tipo CVT, famoso pelo conforto e baixo consumo de combustível, entretanto é um câmbio que ronca, faz barulho ainda mais quando é exigido no modo esportivo de condução. Mas até aí nada grave com o carro, O Civic Manual por exemplo famoso pelo ruído da embreagem e o Corolla com problema no acelerador também não deixam de ser uma boa compra no mercado.

O Lancer é um autêntico japonês, fabricado no Japão. Como todo carro japonês ele possui poucos “mimos” não espere acessórios para ampliar o conforto do carro como nos coreanos ou toda aquela parafernalha existente nos carros da Fiat. No Lancer CVT (versão testada) que custa 73mil dilmas nem banco de couro vem.

A direção é a tradicional hidráulica, o carro possui 160cv e 20,1kgf.m de torque, o torque do motor do Lancer é maior do que do Civic SI que possuía 192cv e 19,2kgm.f de torque.

Lancer (2)

Tudo bem que o Civic SI era um verdadeiro esportivo – assim como o Lancer Evolution, Lancer Ralliart e Subaru WRX STI) a diferença é que todos os outros eram equipados com turbocompressor enquanto o Civic era aspirado.

O Lancer é um carro bem fácil de dirigir, retrovisores grandes, garantem boa visibilidade para conduzir o sedan. Para ser sincero a primeira impressão que se tem quando olha o carro de perto é “pensei que fosse maior” e por incrível que pareça é um pouco maior do que o Civic e um pouco menor do que o Corolla.

Irei comparar bastante o Lancer com o Civic e o Corolla, porque são de montadoras japonesas, normalmente os comparativos que eu vejo em revistas ou outros sites colocam o C4 Lounge no circuito, mas eu prefiro comparar os 2 primeiros com o Lancer do que um carro que é classificado como bom e que não possui um número expressivo de vendas.

Alguns itens são bem interessantes no Lancer CVT e são eles:

  • Motor de 160cv
  • Rodas aro 18 (Pneus Yokohama)

 

Olhando para os lados o Civic e o Corolla são Flex e ambos possuem direção elétrica o que torna mais leve e não rouba potência do motor.

Nos próximos dias irei avaliar o carro, assim como a rede de assistência técnica da Mitsubihi.

 

Experiências – Kia Cerato 2014 (1/2)


Boa noite,

 

Um carro que pouco se você na rua, é o sedan de maior sucesso da Kia nos EUA. Aqui no Brasil o preço dele briga de frente com os líderes do segmento Civic e Corolla.

2014-04-15 08.27.34

Equipado com tudo o que temos direito, o volante inclusive possui mais comandos do que os volantes da Citroen (que possuem praticamente tudo). Acho que a única função que não tem no volante é o ajuste do ar condicionado, que é digital e dual-zone com saídas traseiras, algo raro de se encontrar hoje em dia.

A Kia é uma marca consolidada no País, possui como principal referência nas ruas a Sportage, que briga de frente com a Honda CRV. Porém na minha opinião a Kia possui mais acessórios e inclusive uma motorização mais potente, 166cv contra 150cv da Honda.

O Cerato não teve uma motorização muito feliz, o motor (de bom desempenho, mas pelo preço poderia ser melhor) é o 1.6 o mesmo que equipa o HB20, I30 (mal chegou e já foi substituído pelo 1.8) e o Veloster (deixou de ser importado agora em 2014).

O motor é bom, mas pelos 67mil cobrados pela Kia um 2.0 com teto solar seria bem vindo.

O Design agrada, lanternas de led no carro, acabamento todo em couro (opcional) e câmbio automático de 6 velocidades fazem parte de todo o conjunto do carro. Diferente da geração anterior este novo Cerato possui direção elétrica com 3 opções de ajustes (confortável, normal e esporte)

Cerato (51)

Equipado com sensores de estacionamento dianteiro e traseiro, estacionar o sedan da Kia não é uma tarefa difícil. Os avisos são mostrados no painel, infelizmente o carro não conta com uma central multimídia (nem como opcional), mas existem modelos da Caska compatíveis com o carro.

Cerato (12)

O carro é rico em detalhes, o contorno das saídas de ar possuem um adesivo que imita fibra de carbono, bons arremates, botões suaves e bem iluminados.

Cerato (31)

Faróis de acendimento automático e borboletas atrás do volante podem tornar mais esportiva a condução do Cerato, infelizmente as borboletas são fixas atrás do voltante, poderiam ser fixadas na coluna de direção do carro, assim ao realizar curvas as borboletas ficaram fixas na mesma posição.

Cerato (59)

As informações do computador de bordo são mostradas com facilidade no painel do carro, não existe segredo para operar o carro.

Cerato (70)

Um dos itens que eu achei bem interessante no novo Cerato é o rebatimento automático dos retrovisores, ao desligar o veículo os retrovisores são automaticamente rebatidos (como no Hyundai Azera).

Os vidros elétricos são automáticos somente os dianteiros, um detalhe que eu senti falta no carro é um módulo de subida dos vidros – os retrovisores rebatem mas os vidros continuam abaixados.

Cerato (66)

 

O ar condicionado é digital e dual zone, é interessante mas acho que não faz muita diferença para um carro pequeno como o Cerato, ainda mais porque a tendência do ar condicionado é refrigerar todo o veículo, mesmo com temperaturas diferentes acredito que a sensação térmica seja só um pouco diferente de cada lado.

Cerato (21)

O carro é cheio de porta trecos, porta-óculos no teto, perto do câmbio, no apoio de braço (2 níveis).

Cerato (16)

O novo Cerato é flex, não sei se isso é uma boa, atende as necessidades de mercado, mas acho que carros importados quando abastecidos com etanol não possuem um bom rendimento, podem possuir bom desempenho mas o etanol parece não render bem no tanque.

Cerato2014

2014-04-15 09.11.38

A chave é do tipo canivete, possui boa pegada e bom acabamento também.

Em linhas essa é minha primeira impressão do carro, é bonito, agrada bastante e possui um excelente conforto assim como espaço interno bem distribuído.

No próximo post sobre o carro irei falar um pouco mais sobre autonomia, consumo e desempenho do carro.

Obrigado

Fiat Punto 1.4


Boa noite,

 

Passou algumas semanas desde o meu último artigo, gostaria de relatar a minha opinião sobre o Fiat Punto. O Punto é um carro relativamente antigo para a Fiat, iniciou a sua produção global em 1993 e no Brasil ele nasceu em 2007, sendo até hoje um sucesso de vendas.

O carro está a um patamar superior do Palio, Gol, Celta e briga direto com o Fox e o Sandero, equipado sempre com motores acima de 1.0 o Punto já teve mecânicas conhecidas como 1.4, 1.6, 1.8 e 1.4 turbo.

2014-02-23 12.57.49

O Punto testado foi a versão Attractive ano 2011, podemos ver que a Fiat deixa alguns “mimos” para os donos, porta-óculos no teto para o motorista, alça de apoio para os demais ocupantes.

2014-02-23 12.51.28

Esta versão não possuí air bags (nem para o motorista), aproveitaram o espaço da bolsa para fazer um segundo porta-luvas.

2014-02-23 12.52.36

Alguns porta-trecos e porta garrafas estão bem distribuídos pelo carro, os bancos dão conforto para o motorista e passageiros.

2014-02-23 12.52.27

O espaço traseiro embora não seja grande para 3 adultos, possui encosto de cabeça para os 3 ocupantes com regulagem de altura.

2014-02-23 12.51.50

O porta-luvas não é refrigerado e também não desce suavemente (ele despenca quando é aberto) mas possui bom espaço o suficiente para levar o manual do proprietário e outros objetos.

2014-02-23 12.50.35

O rádio não é de série nesta versão, o rádio disponível no carro do teste não é original Fiat.

2014-02-23 12.51.04

O volante não possui qualquer botão de acesso as funções do carro, embora tenha alguns cortes que lembram moldes de botões, ele não possui.

O carro vem de série com ar condicionado e direção hidráulica, o computador de bordo é o famoso da Fiat, completo e com alerta de velocidade.

2014-02-23 13.12.41

A chave é do tipo canivete (excelente) e o botão com as funções do computador de bordo está disponível na chave de seta.

2014-02-23 12.54.24

A abertura do porta malas e do tanque do combustível é realizada dentro do veículo, não existe aquela chatice de entregar a chave para o frentista para abastecer.

 

Por enquanto é só, o Fiat Punto possui bons arremates, acabamento mediano, alguns recursos que só existem em carros mais caros de outras marcas, no próximo tópico irei comentar um pouco sobre a parte mecânica do carro.

Obrigado

 

 

 

 

 

 

 

 

Novo Teste


Boa noite,

 

Neste final de semana irei testar por 2 dias o Fiat Punto 1.4 em sua versão mais básica.

Espero que gostem do review que farei porque o carro será submetido a situações típicas do cotidiano, porém seu uso mais efetivo será em rodovia (cerca de 14h de estrada).

Comentem aqui o que vocês gostariam de ver no carro, eventualmente algum teste ou opinião sobre o carro pode ser um fator decisivo para a compra.

Obrigado

 

Fiat Idea (3/3)


Boa noite,

 

Para finalizarmos o tópico do Fiat Idea, pretendo deixar aqui algumas informações bastante relevantes sobre o carro.

Cronologia

2005 – Inicio de produção nas versões ELX, com motor 1.4 e HLX 1.8, ambas flex (agosto)
2006 – Versão Adventure (setembro)
2008 – Versão Adventure Locker (junho)
2009 – Versão ELX recebe motor 1.8 de 114/112 cv (julho)
2009 – Opção de câmbio manual automatizado Dualogic (julho)
2010 – Reestilização. Novas versões Attractive, Essence e Sporting. Novos motores E.torQ 1.6 16V e 1.8 16V que substituem o 1.8 produzido pela GM (agosto)
2011 – Série especial Itália com 580 unidades produzidas (abril)
2012 – Linha 2013 e fim da versão Sporting (junho)
2012 – Câmbio Dualogic Plus para as versões Essence e Adventure (outubro)
2013 – Linha 2014 com nova grade dianteira (junho)
2014 – Série especial Sublime baseada na versão Essence 1.6 16V (janeiro)

 

Concorrentes

  • Honda Fit – R$ 50mil
  • Chevrolet Meriva (Fora de Linha)
  • Citroen C3 Picasso – R$ 46mil
  • Kia Soul (Sumiu no Mercado) – R$ 64mil

*Foram consideradas as versões de entrada de cada concorrente.

Preços

  • Preço da versão 2005: 20mil (pesquisa Webmotors)
  • Preço da versão 2014: 45mil (site da Fiat)

PrecoIdea

A versão utilizada foi a Attractive, não irei entrar nos detalhes das demais porque isso nada mais seria do que pesquisar no google sobre as diferenças. Irei comentar especificamente da versão avaliada porque terei mais propriedade nos comentários.

2014-01-25 10.00.03

Equipado com ar condicionado e direção hidráulica o Fiat Idea possui um tremendo defeito de estrutura/design nas saídas de ar. Na foto acima é possível ver que a saída de ar do centro do carro está posicionada para baixo, provavelmente tenha sido uma estratégia da Fiat para manter  a circulação do ar condicionado dentro do carro.

São 3 porta copos, o tamanho deles acomoda a medida certa uma garrafa de Gatorade. O porta-malas acomodou bem a bolsa para 2 pessoas, para famílias maiores não tem o que fazer, empilhar malas nem sempre pode ser o melhor caminho.

A falta de porta trecos para moedas dificulta guardar o troco do pedágio, tive que usar um dos porta-copos para guardar os trocados, outro item que eu senti falta foi um apoio de braço para o motorista. Os porta trecos estão todos localizados no teto do carro, é uma boa para quem guarda e esquece as tranqueiras, mas faltou um lugar para ter agilidade em guardar e retirar as coisas.

O porta trecos da lateral (atrás da maçaneta das portas) do carro cabe exatamente um Trident.

2014-01-25 06.58.37-2

O que eu não entendi é o porque não reaproveitar a plataforma do Stilo no desenvolvimento do Idea, na Europa e EUA o Idea é um carro muito maior e mais confortável do que o nosso nacional.

2014-01-26 13.11.07

 

O carro tem abertura do tanque de combustível para o motorista, na foto acima dá para ver que o porta-trecos da porta é pequeno e só cabe uma carteira.

 

Minha opinião

De um modo geral o carro divide opiniões quanto ao Design, alguns acham ele muito simpático e outros simplesmente acharam o carro muito feio, gosto não se discute, embora que alguns casos é inevitável não opinar.

No caso do Idea não é um carro que agrada quem realmente gosta deste tipo de carro.

O espaço interno é pequeno para um carro que leva a categoria Minivan. O apoio de cabeça para os 3 ocupantes do banco de trás, dá uma falsa sensação de que o carro acomoda bem 3 adultos, mas isso não é verdade para a grande maioria dos carros do nosso país.

Quanto ao motor, junte mais 2mil reais e compre a versão 1.6, este motor é sempre muito bem avaliado pela crítica, nunca dirigi, mas com certeza é melhor do que motor velho, manco e gastão 1.4

Este motor 1.4 deveria equipar somente carros pequenos da Fiat (Uno, Palio e no máximo o 500) para os demais carros da linha este motor é extremamente fraco e só será uma boa opção para quem não usa o carro fora da cidade e circula muito pouco com ele.

E falando em Fiat 500 o motor 1.4 16v que equipa o carro é muito melhor do que este do Idea 105 cv contra 80cv do Idea.

Eu particularmente não compraria nenhuma versão deste carro, o carro que estava comigo tinha 8mil km rodados e fazia um barulho muito chato na saída do ar condicionado quando submetido a situações de retomada na estrada.

O som do carro não agradou muito, ele não vem com rádio, mas os alto-falantes, fiação e antena são originais.

Obrigado

 

Fiat Idea (2/3)


Boa noite,

Meu último post eu comentei que faria um novo teste em um carro que poderia ser uma boa opção de carro “alto” de entrada. Eu até que adoraria ter testado o Evoque como foi comentado por colega, mas enfim… não tive a oportunidade – sorte.

O carro que eu fiquei cerca de 14h enfurnado dirigindo e confinado foi o Fiat Idea. Aparentemente seria uma boa opção para pegar estrada uma vez que ele possui o motor 1.4 da Fiat que é adorado pelos motoristas de Punto e odiado por outros. Acho que me classifico na categoria outros, uma vez que não tenho um Punto e também não gostei muito do desempenho do Idea.

Falando um pouco sobre o carro.

O Idea veio para abraçar uma fatia de mercado crescente de carros mais altos, o CrossFox e EcoSport foram os primeiros, os primeiros Ecos eram uma gambiarra mal feita do Ford Fiesta e o CrossFox é nada mais do que um Fox com 5kg de plástico a mais. Este segmento bizarro de carros adaptados não parou por aí, veio o C3, Gol e toda a linha Adventure da Fiat.

A Fiat não ficou por fora e trouxe o Idea (em 2005) como uma opção para este público que tem crescido cada vez mais. O projeto não é nacional…na Europa já existia o Idea, porém ele re-utilizava a plataforma do Stilo, aqui no Brasil fizeram um mesclado de Stilo com chassi de Palio. A versão que eu testei por 14h foi o Attractive 1.4 8V

Vamos ao desastre.

O carro é uma Minivan… e a Fiat enfiou um motor 1.4 de 80 pôneis nele, não era de se esperar que ele só chega a 80km/h…. a 100km/h você se sente um piloto de Formula 1 chegando a 300km/h na reta oposta de Interlagos.

Incrível, o carro não acelera mais do que 100, cheguei a 160 depois de uma longa acelerada, mas percebe-se que este motor foi feito para uso único e exclusivo na cidade, não se aventure a levar ele na estrada a não ser que você não tenha opção.

O carro precisa de um motor de no mínimo 100cv para uso misto entre cidade e estrada, este 1.4 não recomendo para ninguém que tenha essa necessidade. Por isso não me estranha a quantidade de taxistas que circulam por aí com esse carro e ainda elogiam a sua performance.

Motor 1.4, desempenho de 1.0 e consumo de 2.0

Sinceramente o desempenho do 1.4 me decepcionou em todos os aspectos, tanto em potência quanto em consumo, sempre abastecido com Etanol , o carro não passou a média de 7.4km/l na estrada, essa medição foi a mesma do teste dos 31 dias com o C4 na estrada acelerando entre 160km ~ 180km/h

Nem me arrisquei abastecer com gasolina porque os números não seriam muito diferentes e temos que considerar que a melhor medição seria exatamente essa… na estrada a 100km/h até 120km/h .

Detalhes do Carro

2014-01-25 06.52.14

 

Na versão 1.4 do modelo o painel deveria contar com um mostrador de 0 a 100 somente. Porque a frustração de você não conseguir passar da metade no hodômetro é menor do que “dar VDO” se o painel fosse até os 100km/h

2014-01-25 12.06.04

É incrível como o motor 1.4 não foi feito para este tipo de carro, isso porque grande parte do percurso eu fiz com 1 pessoa no banco do carona. O baixo desempenho alinhado ao alto giro do motor fazem com o que o consumo do carro não seja um dos melhores.

Infelizmente 0 consumo do carro chegou a média de 7.5 km/l com Etanol na estrada, sempre mantendo a velocidade de 120km/h, na média acredito que a velocidade do percurso tenha sido algo em torno de 90 ou 100km/h devido alguns pontos de lentidão.

Idea_Abastecendo

 

Um dos lados positivos do veículo é o barulho interno, mesmo o motor trabalhando na casa dos 4mil RPM o ronco do motor não incomodava durante a direção. Mas isso não isenta o carro de barulhos, quando o giro do motor subia muito (para uma eventual ultrapassagem) o ar condicionado emitia um ruído bem agudo.

O barulho era o mesmo de uma interferência de rádio, mas não poderia ser porque o rádio estava desligado grande parte da viagem.

Idea_Motor

 

Achei o cofre do motor muito bem organizado, as peças plásticas protegendo a parte superior também é algo bastante comum nos motores Fiat.

Um ponto negativo está no isolamento da fiação da bateria, como é possível observar a fiação fica exposta e sujeita a agentes externos, o mais comum é que se forme zinabre nestas condições.

De um modo geral o carro agrada um público muito específico (não me encaixo neste perfil) infelizmente o motor 1.4 da Fiat não agrada, na cidade ele consegue se deslocar de forma mediana (com o carro vazio), em terremos irregulares a suspensão segura bem mas não espere muito da versão Attractive, você terá alguns “mimos” mas o motor não empolga e também não é confiável para ultrapassagens em rodovia.

Provavelmente a versão 1.6 seja bem melhor, falam muito bem do motor E.torQ da FIAT (117cv) porque a versão 1.4 com os 80cv é um carro para um tipo de situação que não se encaixa na realidade de muita gente.

O mais interessante é que você vê opiniões absurdas de quem comprou o carro, a pior delas é que o motor tem bom desempenho, mantendo ele sempre cheio…. carro não é balão, tem que ter potência quando pisar e não quando emabalar. –> http://www.carrosnaweb.com.br/opiniaolista.asp?fabricante=Fiat&modelo=IDEA

Não é a toa que o Fit leva o prêmio “Os eleitos” todos os anos pela revista 4 Rodas.

Obrigado

 

Novo Teste


Boa noite,

Para encerrar o mês de janeiro, vou escrever por alguns dias um novo teste, fazem alguns meses  que eu não descrevo um novo carro aqui no Blog. Vamos aproveitar o horário de verão, chuvas fortes e enchentes para escrever uma opção (boa e barata) para enfrentar este tipo de situação.

Alguém encara arriscar qual é o carro deste novo teste?

 

Obrigado

Como não deixar o vidro do carro embaçar


Boa noite.

 

Quem não tem carro com ar condicionado sabe bem o transtorno que é dirigir na chuva.

Um dos maiores problemas é quando o vidro do carro começa a embaçar dificultando tanto a  visão que pode causar um acidente.

O vídeo do manual do mundo ensina como evitar este tipo de situação, muito útil para carros que não possuem o ar condicionado.

 

Obrigado

Campanha Webmotors


Boa noite

 

Semanalmente eu faço pelo menos umas 10 visitas ao site www.webmotors.com.br para poder me atualizar sobre o mundo automotivo, além de classificados o site oferece uma área bem interessante de notícias.

Recentemente o editorial da Webmotors criou uma campanha titulada como: “Salvem os carros abandonados”.

Achei no mínimo intrigante, principalmente é um título que muito me agrada, principalmente porque quem acompanha este blog sabe que eu salvei 2 carros da sucata evidente (tudo bem que o segundo está mais difícil, mas vamos aos poucos).

Além disso entrei em contato com a redação para propagar esta ideia, passei algumas informações de como foi o processo de aquisição e restauro do Fusca e do Opala.

Sei que muitos visitantes do blog salvaram seus carros de uma evidente destruição ao “canibalização” das peças. Conte a sua história no link da notícia publicada no Webmotors.

 

5 dicas para quem quer salvar o carro:

  1. Você dificilmente encontrará o dono facilmente, procure por ele perguntando para os moradores das casas em volta
  2. Procure um despachante e faça uma pesquisa por placa para tentar localizar o proprietário
  3. Quando finalmente localizar o dono do carro, pesquise as dívidas do veículo, se for um carro antigo as dívidas de IPVA raramente existirão, normalmente são licenciamento e seguro obrigatório, se tiver muitas multas desista, infelizmente o excesso de multas não é barato e negociável no Detran.
  4. Se o carro estiver em dia com a documentação, analise o carro debaixo para cima, ele com certeza terá alguns podres aparentes, mas os podres externos são menos piores do que os podres no assoalho do veículo.
  5. Tenha bons contatos de funileiro, mecânica e tapeçaria, você deverá conhecer eles muito bem antes de qualquer coisa.

Acompannhe o blog semanalmente irei publicar mais dicas de como salvar um carro ou pelo menos mostrar o “caminho das pedras”.

Acesse aqui a notícia do Webmotors

 

Obrigado