Caixa de Som


Boa noite,

 

A primeira dúvida quando alguém que já tem os subwoofers ou woofers para o som automotivo é qual tipo de caixa utilizar… Dutada ou Selada?

O que é e quais são as diferenças de cada uma?

Quando você está montando um som para seu carro, provavelmente já surgiu a duvida referente a diferença entre a Caixa de som Selada e dutada.

Caixa Selada

A caixa de som selada tem como característica o isolamento do ar traseiro do auto falante, o ar dentro da caixa de som é comprimido e expandido conforme a movimentação do cone do alto-falante e a pressão interna tem efeito similar a uma mola, expelindo o cone quando ele entra e puxando o cone quando ele sai.

Abaixo um desenho e uma foto do conceito da caixa selada.

Caixa Dutada

A caixa dutada também é selada em toda sua extensão com exceção de um duto. Este duto, ou pórtico, é nada mais que um tubo de diâmetro e comprimento projetados para ressonar em uma freqüência desejada.

Abaixo um desenho e uma foto do conceito da caixa dutada.

Quando usar cada uma delas e quais as diferenças?

As principais diferenças entre caixas seladas e dutadas são a curva de resposta da caixa e o deslocamento da bobina do alto-falante quando inserido em cada uma delas. Quanto à curva de resposta, a caixa selada apresenta uma resposta plana (flat), onde geralmente nenhuma faixa de freqüência apresenta ganho em relação à outra, porém a curva de atenuação do sinal para freqüências abaixo da f3 (freqüência de corte da caixa – as freqüências abaixo desta perdem potência sonora ao ouvido humano) caem com uma taxa de -12 dB por oitava. Já a caixa dutada difere da selada ao apresentar ganho em uma determinada faixa de freqüência (freqüência de pico – fP) podendo chegar, dependendo do projeto, a 10dB em relação a caixa selada, porém como prejuízo temos o fato de que a atenuação da curva abaixo da f3 para este tipo de caixa é de -24dB/oitava, ou seja, uma queda mais brusca quando comparada uma caixa selada. Quanto ao deslocamento da bobina, em uma caixa selada a bobina tende a ter um deslocamento maior quando em freqüências mais baixas, o que acaba por restringir seu uso para alguns casos específicos, diferentemente da caixa dutada que permite estender a reprodução de grave mantendo o deslocamento da bobina dentro do limite de excursão linear do alto-falante.

Quanto à dificuldade de se optar por um dos dois tipos de caixa, tudo depende das necessidades e restrições de uso de cada um, pois caso se deseje trabalhar com uma resposta que apresente um reforço na região dos graves, geralmente escolhe-se trabalhar com uma caixa dutada, porém caso o usuário tenha dificuldades relacionadas a espaço e deseje uma resposta mais plana, opta-se por uma caixa selada, uma vez que as caixas dutadas sempre possuem um volume maior que as caixas seladas.

Obrigado

Kia Picanto


Boa noite,

Vou comentar um pouco sobre o Kia Picanto, porque é um carro que realmente mudou da água para o vinho, aquele (carro de merda) carro que possuia poucos requintes no design, considerado o carro mais lento do Brasil – sim ele perdia para o Uno e ainda por cima caro. Hoje a Kia se destaca em todas as categorias em que ela está presente, seja em Hatch (Picanto), SUV (Sorento), Sedan Médio (Cerato)….

Os proprietários dos carros da marca sempre destacam o custo x benefício como o principal fator da compra, mas fico me perguntando, quais são os fatores que influenciam as pessoas a comprarem carros?

Atualmente as ações de marketing das montadoras estão cada vez mais focadas na arte do design do carro, destacando números de potência, quantidade de itens de série e preço…. fica até difícil hoje escolher um carro, antigamente a busca por carros era por categoria e por faixa de preço, hoje a pesquisa muda, porque se levarmos em consideração o preço e o segmento, as vezes por uma pequena diferença (algo em torno de 5mil reais) você pode levar um sedan maior e mais completo…

Hoje os carros tem que ser escolhidos pelo fator “amor a primeira vista”, se colocarmos em uma planilha todos os carros em circulação, a melhor divisão que teríamos seria carros de até 40mil, carros até 60mil carros acima de 70 mil, são tantas opções…. considere sempre o tamanho da rede de assistência técnica (mesmo que você nunca leve o carro em uma concessionária).

Vamos falar um pouco do Picanto…

O Kia Picanto, também conhecido como Kia Morning, é um Hatch que foi renovado pela marca neste ano. Equipado com um motor 1.0 de 80cv, está disponível em 3 versões, os preços das versões são: 34mil,  39mil e 44mil, a última versão é a automática, normalmente ignorada nas revendas por se tratar de um carro com pouco motor.

O acabamento interno não tem rebarbas e a simplicidade é quebrada pelo volante em couro, pelos enxertos de plástico metalizado e pela texturização. Não se encontram botões que não estejam à mão. Com entradas USB e auxiliar no console central, o som tem boa qualidade de reprodução e funcionamento intuitivo. O espaço acomoda bem apenas quatro adultos. Com o banco regulado para um condutor com 1,80m de altura, ainda há espaço (sem folgas) atrás para as pernas de um passageiro com a mesma altura. Todos os ocupantes traseiros contam com cintos de três pontos e encostos de cabeça retráteis que, junto com o vidro traseiro amplo, deixam a visibilidade livre para trás.

Obrigado

Chevrolet Spark


Boa noite,

 

Quando falamos de transformers o único carro que realmente vem a cabeça é o Camaro (BubbleBee), a presença do Camaro foi tão grande no primeiro filme que o Mustang com quem ele troca diversos tapas não recebeu qualquer destaque no filme.

Alguém lembro do segundo filme um carro verde desajustado que vivia em briga com um suposto irmão gêmeo vermelho?

Para quem não lembra a foto abaixo irá ajudar a se recordar…

Este carro não é um Celta Europeu, Corsa Asiático, Opala Mexicano ou Vectra Chinês…. trata-se de um Chevrolet Spark

A General Motors divulgou hoje (12) que irá lançar em 2013 uma versão 100% elétrica do Chevrolet Spark. O modelo será comercializado nos Estados Unidos. O Spark EV contará com baterias de íon-lítio fabricadas pela A123 Systems. O compacto será vendido somente em algumas cidades norte-americanas selecionadas pela própria montadora para servirem de experiência para testar a receptividade do cliente à novidade. Caso o resultado seja ssfatório, a tendência é que o veículo seja vendido no resto do país em um segundo momento.

Mas antes da chegada da versão elétrica do Spark a marca prepara sua chegada da versão “normal” para o mercado americano no fim de 2012.Com isso a versão elétrica só seria comercializada no mercado em 2013.

Jim Federico, diretor global de desenvolvimento de veículos elétricos, disee que o Spark EV será comercializado em metrópoles congestionadas, em que os motoristas percorrem curtas distâncias em baixa velocidade.

Se o software de gerenciamento das baterias for como o Volt então podemos contar com uma bela central multimídia no carro.
Obrigado