Acidentes no Trânsito


Boa noite

 

Hoje eu tive a infelicidade de presenciar um atropelamento de um cachorro em uma avenida próxima a minha casa, após a brusca freiada, a batida, logo veio o grito do cachorro… por sorte o cachorro saiu correndo, mas não sei se ele sobreviverá por muito tempo…

Fiquei pensando que o cachorro poderia ser uma criança, poderia ser o meu filho – que eu nem tenho ainda. Carros são meios de transportes que exigem toda a atenção no momento da condução, é claro que existem momentos que as pessoas pegam os seus carros para dar uma volta e aproveitar o som, acelerar um pouco para sentir o motor, mas isso não dá crédito ou carta branca a ninguém, quando for dirigir um carro, principalmente em uma via pública, lembre-se de que o pedestre pode ser alguém da sua família.

O vídeo abaixo foi feito para uma campanha de prevenção a acidentes realizada pelos EUA a um pouco mais de 2 anos, achei interessante publicar aqui um link para o vídeo porque ele nos faz lembrar de nossas responsabilidades como motoristas.

Obrigado

Quando trocar as Pastilhas de Freio?


Boa noite

Essa deve ser a pergunta de todo grande curioso, dirijo o carro diariamente, o freio funciona muito bem durante meses, mas qual é o período de troca das pastilhas? Certa vez um amigo meu comprou um Ford Fiesta Hatch (modelo antigo) e devido a falta de manutenção deste importante item o disco de freio acabou sendo deformado e com isso teve que arcar com o custo elevado de um kit completo de freio.

Alguns amigos meus falam que o período de troca ideal é quando a pastilha começa a gritar quando o pedal do freio é acionado eu particularmente prefiro realizar a troca antes de qualquer grito vindo do freio…

As pastilhas e lonas de freio são usualmente fabricadas de um composto de fibras sintéticas (antigamente de amianto, que deixou de ser utilizado por ser insalubre), metais e resina, com maior ou menor grau de dureza. Quanto mais duras e resistentes ao atrito, mais eficaz é o seu desempenho, mas paralelamente, mais rapidamente desgasta os discos e tambores. Além disso, materiais com maior grau de dureza trabalham melhor com temperaturas mais altas. Pastilhas ou lonas com menor grau de dureza, ao contrário, freiam bem mesmo quando frias, mas são sensíveis demais à elevação de temperatura, perdendo eficiência quando usadas seguidamente e desgastam-se com rapidez. Assim, é necessário encontrar um equilíbrio na dureza e na composição do material para obter freiadas seguras em quaisquer condições.


Muitos motoristas esperam que o carro comece a fazer barulho na frenagem, para então trocar a pastilha. O ruído indica que a pastilha ficou fina demais, propiciando o atrito de ferro com ferro, o que gera sulcos no disco. Neste caso, não só a pastilha terá de ser trocada, como também o disco, dobrando os valores gastos com a manutenção.

Alguns carros possuem um sensor que indica quando a pastilha deve ser trocada, outros possuem um dispositivo físico que fará o barulho quando a pastilha estiver desgastada e outros carros mais antigos não possuem nada além do bom senso do motorista.

É sempre bom verificar condições das pastilhas a cada 5.000 km e trocá-las quando chegarem a espessura de 2 mm o que ocorre geralmente a cada 30.000 km. Para garantir uma boa frenagem, é aconselhável que os discos sejam verificados estes geralmente suportam até duas trocas de pastilhas sem problema algum.

Obrigado

Algo sobre Tecnologia: Híbridos e Twitter


Boa noite,

Conversando com algumas pessoas, decidi publicar um pouco mais de conteúdo sobre uma das minhas grandes paixões… a Tecnologia.

Alguns tópicos semanais, serão escritos por mim, para fazer com que você caro leitor, se sinta mais a vontade em um meio em que somente o conhecimento salva. Diversos assuntos serão discutidos aqui, entre eles eu irei tentar reforçar: Banco de Dados, Programação Java, Sistema Operacional Linux, Sistema Operacional Android – que na verdade podemos considerar uma distribuição do Linux sobre um kernel 2.6 (stable), dicas e macetes de informática em geral.

Pretendo com algumas mensagens abrir a sua mente e fazer com que você possa discutir sobre diversos assuntos, tirar dúvidas e esclarecer dúvidas dos demais leitores deste WordPress. Como eu não podeira deixar para trás, tentarei unir alguns tópicos sobre tecnologia no setor automotivo nesta sessão, algo sobre Carros Híbridos, Alarmes Remotos, Carros com acesso a internet, centrais multimídia capazes de gerenciar cada sensor do carro (que não são poucos).

Alguns softwares utilitários para iPhone e Droid serão publicados aqui para facilitar a gestão do seu automóvel, existem vários softwares gratuitos (outros pagos) para download, pretendo filtrar alguns para deixar somente os melhores.

Hoje, pretendo escrever algo sobre carros Híbridos, antes de sair escrevendo assista o vídeo abaixo para esclarecer um pouco mais sobre o assunto.

 

Veículos Híbridos

 

Os veículos híbridos estão presentes no nosso dia-a-dia a alguns anos, escondidos, tímidos, porém presentes. Em 2004 eu lembro de um Kart velho em Interlagos montado por um louco qualquer que havia equipado o kart com um motor a combustão (normalmente um motor de Estacionário Honda) e um outro motor elétrico….. faz alguns anos mas eu lembro quando eu perguntei para o doido qual era o papel do segundo motor no carro, ele mesmo me disse que era para um projeto científico, sem entender e sem achar nenhuma graça em ver um motor que só dava peso ao Kart, deixei o professor Ludovico falando sozinho e fui assistir outras corridas…. Um veículo Híbrido, pode ser qualquer veículo equipado com um motor a combustão e outro motor elétrico, atualmente existem carros híbridos que são tracionados utilizando somente o motor elétrico.

O automóvel híbrido é um misto dos dois. Ele tenta reduzir significativamente o consumo de combustível e as emissões de um automóvel movido a gasolina, enquanto supera as deficiências de um carro elétrico.
Para poder nos ser útil, um carro deve atender a certas exigências mínimas. Ele deve ser capaz de:
  • andar pelo menos 500 quilômetros antes de ser reabastecido
  • ser reabastecido com rapidez e facilidade
  • manter velocidade semelhante à de outros veículos na estrada

Um carro a gasolina atende a essas exigências, mas produz um volume relativamente grande de poluição e, em geral, faz poucos quilômetros por litro. Um carro elétrico, porém, quase não polui, mas faz apenas cerca de 80 a 160 km entre recargas. Além disso, o problema é que a recarga do carro elétrico é muito lenta e inconveniente.

Um carro elétrico e a gasolina combina essas duas possibilidades em um só sistema que alavanca o poder da gasolina e da eletricidade.

O Mercedes-Benz S400 foi o primeiro automóvel híbrido lançado no Brasil a um preço de R$426.000 e disponível desde abril de 2010. A versão brasileira do Ford Fusion Hybrid foi apresentada no Salão do Automóvel de São Paulo em outubro de 2010. As vendas começaram em novembro de 2010 a um preço de R$133.900. O Fusion Hybrid é o primeiro modelo do tipo híbrido completo (em inglês: full hybrid) devido a que o S 400 é um híbrido leve (em inglês: mild hybrid), no qual a função do motor elétrico somente é complementar e não pode sozinho movimentar o carro.

 

Twitter

 

O Twitter chegou ao Brasil em Janeiro de 2008 e, desde então, assim como em todo mundo, o seu sucesso só aumenta. Entre fevereiro e março de 2009 este serviço de microblog teve um aumento de 96,8% na participação de brasileiros, representando um crescimento de 344 mil para 677 mil usuários.

Em participação no total de cadastrados no serviço, porém, a presença ainda é tímida, sendo atualmente de 2,7% no meio dos 24,8 milhões de internautas que já aderiram ao site. Vídeo animado sobre o assunto….

 

O Twitter é uma ferramenta considerada por poucos uma rede social, na minha humilde opinião trata-se de uma rede de desocupados que costumam abrir a sua vida adicionando comentários retardados e na sua grande maioria sem graça ou inúteis para  vida de outras pessoas. Fiz o meu cadastro do Twitter e a única vantagem que eu vi foi seguir a livraria Saraiva e obter grandes descontos para comprar filmes em DVD, aproveitei tanto que faz 3 meses que eu comprei a trilogia Piratas do Caribe por R$ 99,00 em Blu-Ray e somente agora o preço da promoção está disponível para o restante dos visitantes.

Seguir artistas famosos também não dá nada, saber da agenda de Shows que os artistas realizam no sul do Acre não agrega nada na minha vida, nem piada sem graça eles contam… se falam merda são taxados de criminosos, preconceituosos e provavelmente a sociedade digital irá banir eles de uma forma ridícula e sem efeito…. Os Hackers do Lulz Sec  anunciaram uma catástrofe no Facebook e recentemente publicaram um comunicado que novidades estarão por vir… espero ansioso que não seja mais uma invasão sem sentido nos sites do governo federal, pixações em sites privados ou algo relativo, quero uma ação de efeito, sair no CQC ou Jornal da Band realmente não merece os meus parabéns, mereceria se houvesse os valores publicados no impostômetro no centro de SP fosse repassado de forma honesta para as pessoas, através de obras públicas com orçamentos justos ou através de moradia, alimentação, educação e saúde para todos…. Bom isso é ilusão….

 

O Twitter é uma ferramenta legal para acompanhar notícias, acho que é uma ferramenta que gera um marketing muito positivo para as empresas… mais do que uma página no facebook corporativo… o Twitter pega as pessoas antenadas e curiosas por notícias e esse público desocupado ou que possui mais recursos financeiros em ficar no celular a tarde toda no twitter, pode participar das promoções mais caras.

No perfil do público brasileiro no Twitter há uma predominância de homens jovens-adultos, entre 21 a 30 anos, solteiros do estado de São Paulo e Rio de Janeiro. As pessoas que estão plugadas nessa rede são predominantemente estudantes do ensino superior ou graduadas e estão geralmente conectadas a internet mais de 50 horas na semana. Os conectados ao Twitter são vistos como formadores de opinião, possuem seu próprio blog e retweetam assuntos considerados interessantes para seus seguidores e os enviam também para seu blog pessoal ou para seus amigos através de outras ferramentas da web.

Muitos utilizam o Twitter para buscar informação e se atualizarem pela internet ( 91.42%), compartilham opiniões, críticas e seus pensamentos, podendo conversar com outras pessoas da rede. A maioria dos Twitteiros, 80%, segue perfis de agências de notícias, jornais, revistas e portais.

Os usuários brasileiros de Twitter tem por hábito responderem a maioria, se não todos,  os “replies” que recebem. Desta maneira os twitteiros trocam informações diariamente, e também fazem novos amigos; 85% dos internautas acreditam que o Twitter aproxima as pessoas. Entre os usuários brasileiros do Twitter, a confiança é um fator muito relevante, eles afirmam confiar nas opiniões e dicas dos outros twitteiros, e esse nível de confiança é alto: cerca de 87%.

 

Obrigado

 

Mega Capacitores


Boa noite

 

Como carregar e como funciona o Mega Capacitor:
O Mega Capacitor é um estabilizador para o som, apenas serve para GRAVE, não para módulos que só vão tocar cornetas ou tweeters.. se você vai usar subwoofer ou woofer, ai poderá usar capacitores, use de preferencia 1Farad para cada 1000wrms, e SEMPRE tenha a bateria nescessaria (indico 100A pra 1000wrms). O capacitor vai estabilizar os picos de graves ou seja, o módulo sempre estará trabalhando na potência máxima, só que tem que cuidar, pois quando a bateria zerar, ela vai zerar mesmo! Por isso é bom ter pelo menos 75A pra 1000wrms.. o certo é 100A.

Ele trabalha em paralelo com a bateria, pois a bateria é lenta para responder aos rápidos pedidos de energia do amplificador, entao ele fará este papel, dando ao amplificador sempre a força que ele precisa, sendo assim o amplificador trabalhará 100%, não forçando a fonte do mesmo, ajudando a prevenir problemas com o amplificador ou a fonte do mesmo.

 

São totalmente lacrados portanto podem ser utilizados em qualquer posição. A única restrição na instalação é não obstruir uma saída de ventilação que previne a explosão do mesmo caso a temperatura interna aumente o que acontece quando utilizado acima da tensão nominal ou ligado invertido.
A tensão de isolamento do capacitor indica que acima dessa tensão o capacitor pode entrar em curto ou explodir. Para uso automotivo, uma tensão de 16 a 20 Volts está bom, acima disso é desperdício e terá uma carga devagar, não sendo eficiente para uso em áudio. Resumindo, um capacitor com isolamento de 250 Volts tende a carregar mais lento que outro com isolamento de 20 Volts, como queremos rapidez, o melhor é o de 20 Volts.

O Mega-capacitor é carregado pela bateria e descarrega corrente para o amplificador nos momentos das batidas das músicas, cessando a batida, o capacitor se carrega rapidamente em milésimos de segundo.
Capacitor não é bateria, é simplemente um acumulador de cargas, portanto, ele vai fornecer elétrons na mesma proporção que foi carregado com elétrons, não é igual a uma bateria que é uma fonte de elétrons por geração química.
Basicamente servem para suprir a necessidade dos amplificadores nas rápidas requisições de corrente elétrica, isso ocorre nas batidas da música, essa necessidade não é suprida pela bateria, pois sua construção não permite que ela responda com uma velocidade compatível com a velocidade de variação da música.

 
Carregando: Junto dele normalmente vem uma lâmpada ou resistor (caso perdê-la, use uma lâmpada de carro 12v qualquer), esta lâmpada servirá como resistor,não deixando passar a tensão total diretamente ao capacitor, e com isso não danifica seus pólos. * Nunca ligue o módulo antes de carregar o capacitor, 1o você deve carregá-lo para depois engatar os fios do amplificador, caso não fizer isto pode danificar o capacitor.

Para carregá-lo, conecte primeiro o Terra (Negativo) que deve ser ligado à lataria do carro, e ao fazer o terra, você deve raspar bem a lata antes de parafusá-lo, para dar o máximo de contato possível entre o cabo e a lata, isto é feito na batera da frente também, sendo assim o carro todo é um terra (negativo).

Após conectar o terra no capacitor, você deve conectar a lâmpada em ponte com o positivo, ou seja, uma perna da lâmpada é conectada no cabo positivo e a outra na entrada positiva do capacitor, ao fazer isto ela vai acender, e o capacitor vai se carregar aos poucos, isto demora de 1 a 5 minutos em média, alguns capacitores fazem barulho ou piscam, depende de cada um, mas o capacitor só vai acender/alertar com 9 a 10 V de carga, após isso falta pouco. O Positivo é bom estar protegido por um Fusível ou um Disjuntor logo na saída da bateria.

Quando ele chegar nos 12V, você deve tirar a lâmpada e rapidamente colocar o cabo positivo na entrada positiva. Agora seu capacitor esta carregado em paralelo com sua bateria, e mostra a voltagem dela (a maioria), caso quiser acompanhar a voltagem use um multimetro nos polos de saida do capacitor, ele vai mostrar como está carregando!

Obs: O capacitor vai se apagar (desligar) automaticamente caso não houver variação de tensão, ou seja, quando o carro estiver desligado por alguns minutos, ou o som parado, ou baixo sem picos, e vai se ligar a cada variação de tensão, ou seja, quando liga o carro ou o som! A maioria dos capacitores funcionam desta maneira.

Importante: Só Agora, depois de carregado, você deve retirar a lâmpada/resistor e parafusar o fio (+) no capacitor, logo após, você deve conectar o amplificador, nas saidas do capacitor, primeiro o negativo depois o positivo, e pronto! Seu capacitor está instalado! Caso um dia você trocar a bateria ou retirar ele, ele irá descarregar aos poucos e será necessário outra carga com a lâmpada antes de conectá-lo ao sistema novamente!

 

Os Mega-capacitores devem ficar a no máximo 50 cm do amplificador e a bitola do fio deve ser o maior possível, geralmente da mesma bitola do fio puxado da bateria para o amplificador. Idem para o fio que vai do capacitor ao terra, de preferência na mesma chapa onde foi fixado o terra do amplificador para evitar loops de corrente de terra.
Vocês podem associar 2 capacitores ou mais. Para isso, eles devem ser ligados em paralelo. Isto é, positivo com positivo e negativo com negativo. Com isso a capacitância será somada, mas a tensão máxima de trabalho se mantêm, pois os capacitores estarão submetidos a uma mesma tensão.

 

Obrigado

Mitsubish Pajero Diesel ou Gasolina???


Boa tarde

 

Conversando com um feliz proprietário de uma Pajero Sport 2008, fiquei impressionado em ver que um carro daquele porte possui um motor Gasolina.

Segundo o proprietário, a versão Gasolina da Pajero possui algumas vantagens no momento da compra.

  1. Preço da compra é menor
  2. Potência do motor é maior
  3. Seguro do carro é mais barato (Alternando de R$ 2.000 a 3.000, dependendo do perfil)
  4. Silêncio interno
Porém nem tudo são flores… um carro com quase 200cv de potência na versão gasolina possui algumas desvantagens quando comparado com o mesmo carro na versão a Diesel, entre eles eu costumo destacar
  1. Abastecimento, mesmo que o Diesel seja mais caro (em alguns lugares) o consumo de combustível sempre será menor quando comparado com a Gasolina
  2. Durabilidade do motor, o Diesel faz com que o motor trabalhe com rotações mais baixas, esta é uma característica do combustível que exige menos rotação do motor para extrair mais torque do mesmo.
O custo de manutenção do motor a Diesel é maior (peças e mão de obra mais cara), o carro precisa ser levado em oficinas especializadas ou concessionárias, embora que o perfil de um cliente de Pajero não deve levar o carro em qualquer lugar….
O Ruído dos motores a Diesel é maior, mas nada exagerado, hoje os novos motores consegue ser bem silenciosos quando isolados adequadamente.
Vou publicar um vídeo técnico de como funciona o motor a Diesel.
Em relação ao seguro, também não existe histórico, mas é certo que os ladrões preferem as picapes a diesel (porque os motores podem ser retirados e usados como geradores), o que encarece o preço da apólice. E, por fim, o IPVA da versão é menor. Não espere atingir grandes velocidades com o Motor a Diesel porque seu funcionamento (mesmo em versões turbo alimentadas) é baixo giro, não excedendo algumas vezes 180km/h… versões a gasolina possuem limitação eletrônica que pode ser facilmente desbloqueada quando reconfigurado o mapa da injeção eletrônica.
De modo geral, além de custar menos na bomba, o diesel ainda rende mais. É possível rodar mais com um litro de diesel do que com um litro de gasolina. O que resulta em maior autonomia. Os motores a diesel são mais robustos e têm mais força nas baixas rotações. Excelente para quem utiliza o carro em viagens longas.
Valor de Revenda. Os carros à diesel têm alta liquidez (vendem rápido) e por isso perdem pouco valor. Os à Gasolina, embalados pela mística de que pick up só se for diesel, ainda tem um público restrito e por isso baixa liquidez.
Para os fans da Pajero, segue um vídeo bem legal do carro (em inglês)
Cronologia do Carro
1992 – Inicio de importação nas versões GLZ e GLS com motores V6 3.0 gasolina e 2.5 a diesel
1994 – Versão GLZ é substituída pela GLX
1995 – Motor turbodiesel 2.8
1998 – Reestilização e motor V6 3.5 gasolina
1999 – Importação do Japão do Pajero Sport com motor 3.0 V6 de 150 cv e do Pajero iO com motor 1.8 16V de 117 cv
2001 – Lançamento da 3ª geração do Pajero Full, estrutura passa a ser monobloco e motores 3.0 e 3.5 gasolina e 2.8 turbodiesel
2002 – Motor 3.2 turbodiesel
2003 – Substituição do Pajero iO importado pelo nacional TR4 com motor 2.0 16V de 131 cv
2004 – Motor V6 3.8 gasolina e versão Sport HPE com motor diesel de 145 cv
2005 – TR4 com versão blindada de fábrica e versão Long Range com tanque de gasolina de 91 litros
2006 – Reestilização nos faróis e lanternas do Pajero TR4 (junho)
2007 – Lançamento da 4ª geração do Pajero Full (maio)
2007 – Pajero Sport passa a ser produzida no Brasil com motor gasolina 3.5 V6 de 200 cv ou turbo diesel 2.5 de 141 cv
2007 – TR4 com motor 2.0 16V Flex (julho)
2008 – TR4 Flex GLS com airbag apenas para o motorista e sem ABS (maio)
2009 – Pajero Sport diesel com motor turbo 2.5 de 150 cv (março)
2009 – Pajero Sport com motor Flex 3.5 24V de 200/205 cv (julho)
2009 – Pajero Dakar com motor diesel 3.0 3.2 16V de 165 cv (julho)
2009 – TR4 reestilizado e com motor mais potente de 135/140 cv (setembro)
2010 – Pajero Full diesel tem potência do motor 3.2 elevada de 165 para 200 cv (novembro)
2011 – Fim de produção da Pajero Sport (março)
2011 – Pajero Dakar passa a ser fabricado no Brasil com motor 3.2 16V turbodiesel de 165 cv (abril)
2011 – Pajero Dakar com motor V6 3.5 Flex de 205 cv, o mesmo da L200 Triton (junho)
Para quem gosta da Toyota Hilyx, segue abaixo um comparativo das versões equivalentes.
Obrigado

Pneus – Detalhes Importantes


Boa noite

Vou retomar um assunto interessante que são as informações presentes no pneu do carro.

P195/60R16 63H M+S

  • P – tipo de pneu
  • 195 – largura da banda de rodagem do pneu em milímetros
  • 60 – relação entre largura e altura da lateral comparada à altura
  • R – construção radial
  • 16 – diâmetro do aro em polegadas
  • 63 – taxa de carga do pneu
  • H – classificação de velocidade do pneu
  • M+S – pneu adequado a todas as estações
Se o código do pneu começar com LT ao invés de P, isso significa que o pneu é adequado para utilitário leve. Pneus de utilitários leves são projetados para ter capacidade de carga maior e geralmente são encontrados em caminhonetes e SUVs. Estes carros não necessitam ter pneus LT e, em muitos casos, a especificação do equipamento original exige pneus de carro de passeio.
Os pneus são classificados em velocidades que variam de 160 km/h até 300 km/h. As classificações mais comuns são T (190 km/h) e H (210 km/h). Ambas excedem o limite de velocidade permitido em território nacional, portanto qualquer um dos pneus citados acima (T ou H) são boas escolhas para pneus de auto-estrada. Se o motorista dirigir somente na cidade, um pneu com classificação S (180 km/h) pode ser aceitável.
Obrigado

História da Injeção Eletrônica


Boa tarde

Vou publicar aqui um tópico sobre a história da injeção eletrônica, para algumas pessoas este importante componente não é novo na indústria automotiva, aqui no Brasil como sempre chegou muito tarde e tornou-se uma excelente opção para os motores carburados.

Abaixo vou listar somente alguns momentos marcantes da injeção.

1937 – A injeção direta é aplicada em motores de aviação.

1951 – A injeção direta é aplicada nos carros de corrida nas 500 milhas de Indianápolis, nos USA.

1954 – É feita a injeção de combustível no tubo de admissão dos carros de corrida.

1967 – Primeiro sistema de injeção pulsado com controle eletrônico chamado D-Jetronic Bosch. Aplicado nos VW, Opel, Mercedes-Benz e Volvo.

1973 – Sistema de injeção continua eletromecânico K-Jetronic Bosch. Aplicado nos Porsche, Mercedes-Benz e Volvo.

1973 – Sistema de injeção L-Jetronic Bosch. Aplicado nos VW, Opel, BMW e Fiat.

1979 – Sistema de injeção Motronic Bosch com controle eletrônico simultâneo de injeção e ignição com uma unidade de comando. Aplicado nos Porsche e BMW.

1981 – Sistema de injeção LH-Jetronic Bosch. Aplicado nos Volvo.

1982 – Sistema de injeção KE-Jetronic Bosch com injeção contínua eletromecânica, controle de pressão de combustível e emissão de poluentes. Aplicado nos Mercedes-Benz.

1986 – Sistema de injeção KE-Jetronic Bosch com injeção contínua eletromecânica de combustível. Aplicada nos VW Fox para exportação para o Canadá e USA.

1988 – Sistema de injeção LE-Jetronic Bosch de combustível controlada eletronicamente e sistema EZK para controle de ignição com controle de detonação. Aplicada inicialmente nos VW GTI e Santana Executivo. Depois Monza MPFI e Kadett GSI.

A partir de 1991 a injeção eletrônica dominou o mercado de automóveis, e em 1994 saiu a última fábrica de carburadores do Brasil.

Não percam o próximo tópico, onde eu irie dar algumas dicas de como turbinar o seu carro, seja ele carburado ou injetado.

Obrigado

Fiat Freemont – Carro para toda Família


Boa tarde

Quem olhar para a Fiat Freemont, obviamente sentirá uma certa familiaridade com o Dodge Journey, isso se deve porque a Fiat adquiriu mais de 53,5% da Dodge, podemos dizer que o lançamento na verdade nada mais é do que um novo “batismo” na indústria automotiva, o carro veio sem inovações, a única inovação do carro foi a técnica anti-furto da Fiat, incluindo o seu logotipo no capô e na tampa do porta-malas.

O interior do antigo Dodge Journey

O interior do novo Freemont

Se considerarmos que a primeira foto conta com um câmbio automático, a Fiat praticamente não mudou o carro.

Alguns dos seus mais importantes itens de série serão: piloto automático, air-bags, freios ABS, computador de bordo, ar-condicionado de zona tripla, faróis de neblina e rádio com touch screen.

As diferenças mecânicas são notáveis, Dodge Journey é fabricado com seu motor V6 2.7 de 185 cv e o Fiat Freemont conta com um motor 2.4 16V com 172cv derivado do Chrysler PT Cruiser e caixa automática de quatro velocidades, o carro abraça uma fatia de mercado muito disputada entre os carros da Hyundai (Santa Fé, Vera Cruz, Tucson), Honda CRV e Toyota SW4.

Em outra ocasião irei detalhar mais sobre o Freemont.

Abraços

::: RECALL ::: Ford (Pickup)


Boa noite

Por causa de 8 acidentes (com 3 feridos) nos EUA a Ford lançou um recall absurdamente grande…. 1,1 Milhão de Pickups foram convocadas para comparecerem as concessionárias etc etc etc e blá blá blá,

No final do ano passado o órgão responsável por notificar os recalls nos EUA, começou uma investigação em 21 estados, onde por conta do gelo nas estradas, utilizam produtos químicos para derreter o gelo e que podem causar a corrosão de peças de metal. Entre os modelos convocados estão a F-150 produzida entre 1997 e 2004, a F-250 produzida de 1997 a 1999 e unidades do Lincoln Blackwoods que deixaram a linha de produção em 2002 e 2003.

O problema acontece nas soldas que fixam o tanque de combustível, que podem sofrer corrosão pela ação do tempo e causar a queda do mesmo, isto pode acontecer devido as condições climáticas de alguns estados do país.

O F-150 é o modelo principal de caminhões Ford, ele é o caminhão mais vendido na América do Norte durante os últimos 34 anos, e o veículo mais vendido na região nos últimos 29 anos.Picapes e SUVs em geral, geram mais lucro para as montadoras do que os carros menores.

A Ford anunciou que o reparo será de pelo menos 3 horas.

Curiosidade: As ações da Ford cairam 0,17 centavos e agora custam 14,81 dólares na New York Stock Exchange.

Obrigado

Hyundai – Blue Link e outras coisas


Boa noite

Este será o meu último tópico da Hyundai para esta semana, e desta vez não será sobre um carro específico (tá bom, teremos um pouco mais sobre o Veloster mais abaixo), estarei dividindo este post em 3 partes

1) Bluelink

2) Veloster Rally Car

3) Alguns detalhes do Carro

 

Bluelink

Sabe aquelas casas do futuro, onde as pessoas ligam Tv’s, abrem cortinas, acionam ventiladores e destrancam portas através do celular?

A tecnologia Bluelink oferecida pela Hyundai promete algo parecido, porém bem mais completo e mais dinâmico.

Destrancar portas, enviar torpedos SMS para o carro, acionar paletas do para-brisa, interagir com o alarme, interagir com a central multimídia, até mesmo acionamento do GPS para o SOS em casos de emergência o sistema faz…

Vamos aos detalhes!

Atribuições principais

  • Desligamento do veículo através de comandos via SMS
  • Sistema de reconhecimento de voz
  • Ignição remota
  • Localização via web
  • Travar/destravar portas subir/baixar vidros a distância
  • Controle do carro através do Smartphone, ligação telefônica ou página da internet
  • Acionamento dos Faróis e Buzina de forma remota
  • Notificação de Pânico, dependendo da configuração o carro enviará uma mensagem SMS para os números cadastrados ou acionará uma “Audio Conferência”
  • Sistema de Pós Venda (Revisões periódicas ou serviços de recall)
  • Proteção contra roubo, em caso de roubo o sistema envia relatórios e localização do carro, redução da potência do carro quando acionado o sistema, imobilização do carro, acho que o carro deveria se trancar, subir os vidros e mudar o esquema de gases de escape para a saída do ar-condicionado… mas acho que os Direitos Humanos não iriam gostar da minha ideia.
O que eu achei mais legal é que o sistema Blue Link possui recursos bem parecidos com aqueles rastreadores vendidos no Brasil, porém o grande diferencial é que existe um grande desenvolvimento por trás do Blue Link, agora nos rastreadores, pouco sabemos até mesmo do software de gerenciamento, eu comprei 1 está guardado porém não tenho coragem de ligar um produto sem consultoria especializada no assunto…. já imaginou algum atendente de celular ligar para o meu carro por engano oferecendo um serviço e o mesmo desliga em movimento?
Agora como funciona o sistema de Notificação Automática de Batida?
O Blue Link não é só uma poderosa central multimídia, ele também aciona um recurso bem interessante de GPS em casos de acidentes mais graves, onde o air bag é acionado, sua posição geográfica e detalhes do carro (deve ter sensor até no porta-copos) indicará a gravidade do acidente, em inglês este serviço é abreviado de ACN – Automatic Crash Notification.
Existe uma série de recursos do GPS do Blue Link…. durante a navegação são listados (quando ativos este tipo de POI’s), postos de gasolina com o preço do litro, assistente de viagens, restaurantes com destaque para as opiniões de outros clientes…. Existe um botão exclusivo para SOS ou seja, não precisa acontecer um acidente para você ser socorrido.
Em caso de problemas mecânicos (alguns podem ser problemas de sistema rs) existe um recurso de auto-diagnóstico e correção.
Na minha opinião este tipo de sistema, tem muito para dar certo, nas mãos da Hyundai o produto tende a ter um preço mais competitivo no mercado, favorecendo a concorrência.
Provavelmente em um futuro próximo as centrais multimídia terão sistemas como Android / Linux, MacOS e até mesmo o Windows (A Fiat tem o esquema Blue&Me, mas até hoje nunca vi alguém utilizando)
Veloster Rally Car
O carro nem chegou no Brasil e já estou apresentando para vocês a versão Rally do carro, tão bonito quanto o Fiesta Hatch do Ken Block.
  • 500cv (4 cilindros Turbo)
  • Rodas aro 18″
  • Pneus 245/40/18 Hankook Racing Tire
  • Transmissão Xtrac
  • Freios com 6 pistões (normalmente são 2. São usados 4 para carros preparados)
Por final, só algumas fotos do Veloster… o preço estará na faixa dos 60mil, mas acho que custará bem mais do que isso, na faixa mínima de 70mil se contar com todos os acessórios da versão Norte Americana.
Obrigado