Fiat e o motor E.torQ


Boa noite,

E.torQ. A nova geração de motores de alta tecnologia da FPT.

Em uma fábrica tão moderna quanto a FPT Campo Largo, só poderiam ser produzidos os motores mais avançados do mercado. A nova família E.torQ,
da FPT, é o resultado de mais de 500 mil horas de desenvolvimento,
englobando 20 mil horas de testes de confiabilidade em dinamômetro,
9 mil horas de cálculos e 5 milhões de quilômetros rodados em provas de durabilidade, confiabilidade e aplicação. Cerca de 1.200 protótipos foram fabricados antes do início da produção. Todo esse trabalho contou com a participação de mais de 100 engenheiros dos Centros de Engenharia da FPT
em Betim e na Itália.

Como o próprio nome sugere, os motores E.torQ são best-in-class em torque máximo, amplamente disponível
em baixas e altas rotações. Os novos propulsores da FPT apresentam uma série de inovações e componentes
de última geração, que proporcionam alto desempenho, aliado a baixos índices de consumo de combustível
e de emissão de poluentes, além do menor índice de ruídos e de vibrações da categoria.

Falando em ecologia pode-se esperar uma redução em torno de 10% de consumo em comparação com o 1.8 da GM, sendo que o motor é extremamente silencioso (será o motor mais silencioso da categoria disponível no mercado nacional, ganhando do Toyota corolla, que até então era o melhor). O motor consegue atender as normas Euro VI (que só entrará em vigor em 2014) e SULEV (lei de emissões mais rigorosa do mundo, válida para incentivos fiscais na CA, EUA), porém não se sabe se ele atende a estas normas na calibração inicial com que será vendido.

A grande vantagem da forte concorrência automotiva no mercado nacional é fazer com que as montadoras que ofereciam verdadeiras velharias sejam obrigadas a se atualizar.

A Ford trouxe o motor Sigma, a Fiat com o E.torQ, a Honda com i-Vtec, Toyota com VVti são alguns exemplos. A VW trocou o motor AP pelos motores EA111 e EA113 que cairam no gosto dos preparadores aficcionados pela marca.

Enquanto isso a GM não nos pretigia com o Ecotec de baixa cilindrada…. é questão de tempo, o Ecotec já equipa o Malibu e a Captivia, queremos o Astra e o Corsa agora.

Cuidados com os cabos de alimentação


Boa noite!

#  Puxe a fiação positiva diretamente da bateria:
# Tome muito cuidado com curtos-circuitos, utilize anéis de borracha quando o cabo passa por buraco na lataria;
# Lembre-se que a lataria é o pólo negativo ( ou terra ) de todo sistema elétrico. Se você encostar o fio positivo na lataria causará um curto-circuito que pode danificar a bateria, a fiação, ou outros componentes eletrônicos de seu carro como injeção eletrônica ou outros componentes.
# Instale um porta-fusível perto da bateria (no máximo 50 cm).
# Não passe fios perto de cantos afiados e utilize sempre anéis protetores.
# Puxe a fiação negativa do sistema diretamente da lataria do carro, próximo de onde foi fixado o Amplificador ou CD-Player. Assegure-se de que tenha um bom contato com a lataria lixando o local.
# Lembre-se de que ambos os cabos positivos e negativos de sua alimentação devem ter espessuras idênticas para fazer fluir a corrente elétrica pelo seu sistema.
# Utilize sempre a menor distância para passar os cabos de alimentação.
# Nunca passe cabos de alimentação perto dos cabos de áudio.
# Certifique-se de que haja ótimo contato entre os cabos e os terminais do amplificador ou porta-fusívies