Dados Técnicos – Pneu


Boa tarde!

Todo pneu é formado de 4 partes principais:

Carcaça

É a parte resistente do pneu, constituída de lona(s) de poliéster, nylon ou aço. Retém o ar sob pressão que suporta o peso total do veículo. Nos pneus radiais as cinturas complementam sua resistência.

Talões

São constituídos internamente de arames de aço de grande resistência e têm por finalidade manter o pneu acoplado ao aro.

Banda de rodagem

É a parte do pneu que entra diretamente em contato com o solo. Formada por um composto especial de borracha que oferece gerande resistência ao desgaste. Seus desenhos constituídos por partes cheias (blocos) e vazias (sulcos), oferecem desempenho e segurança ao veículo.

Flancos

Protegem a carcaça de lonas. São dotados de uma mistura especial de borracha com alto grau de flexibilidade.

TIPOS
Os pneus de competição são fabricados para uso em dois tipos de piso; Seco (Slick) e Molhado (com sulcos para escoamento da água da chuva). Este segundo tem melhor eficiência quando o piso apresenta poças d´água. Em pistas ligeiramente úmidas é aconselhável o uso de pneus para piso seco (Slick). Em alguns países há ainda a produção do pneu chamado “intermediário” usado quando as poças d´água são pequenas e com pouco volume de água. Há ainda os pneus para Rally que têm a sigla “R” para indentificá-los acrescidos do composto.

Sendo assim temos:

S – Seco (Slick)

M – Molhado (Rain)

R – Rally

COMPOSTOS
O composto é basicamente a dureza da borracha do pneu. A dureza sempre resulta na seguinte equação: Borracha mais dura=Maior durabilidade e Menor aderência e o oposto para as Borrachas (compostos) mais macias. Os pneus Pirelli, fabricados no Brasil, têm uma nomenclatura dos compostos própria para a América Latina, não tendo nenhuma relação direta com os compostos da Pirelli Europa.

Na Europa os pneus são identificados pela letra “D” (dry – seco) e “W” (wet – molhado) com as numerações dos compostos de 2 e 3 os mais duros, até 6 e 7 os mais macios.

TIPO/COMPOSTO
Sendo assim os Tipos e Compostos são identificados conforme os exemplos abaixo:

S-2: Pneu para pista seca (S) mais duro/Maior durabilidade/Menos aderência

M-10: Pneu para pista molhada (M) mais macio/Menor Durabilidade/Maior aderência

 

Para quem deseja mais informações sobre os pneus, poderá entrar em contato com o Fabricante, abaixo uma tabela com alguns:

Guia de Fabricantes

2 thoughts on “Dados Técnicos – Pneu

  1. Carlos disse:

    Preciso de uma tabela de informações da dureza dos pneus dos fabricantes, quala medida mínima e máxima em um pneu novo sem uso, que saia da produção para as lojas, consumidor final, montadora, pneus radiais carros de passeio, e qual o tipo de medição utilizada, qual tipo de shore?

    • Carlos
      Boa noite.

      Para informações mais precisas, principalmente no nível de detalhe que você precisa é necessário entrar em contato com a fabricante pela qual você deseja ter informações/negociar. Acrescentei no tópico a listagem de alguns que encontrei.
      A medição de Dureza (SHore) – como é conhecido no Brasil – dificilmente você encontrará facilmente no SAC das fabricantes.
      Obrigado pela participação.

      Abraços

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.