Recomendações – Casa Fernandes de Pneus


Boa noite,

Dando continuidade as avaliações de produtos/serviços automotivos, vou ser o mais franco possível. Encarem essa parte do blog como uma crítica construtiva e de fato minha opinião é compartilhada de milhares de pessoas, porém eu divulgo os resultados.

Estava analisando as estatísitcas do site e posso dizer que estou alcançando a minha meta, estou somando quase 2mil acessos por mês.

Bom vamos ao que realmente interessa…

Casa Fernandes de Pneus, possui 5 lojas no estado de SP e um Centro de Distribuição. Famosa por possuir os melhores preços dos pneus Pirelli (motos) e cobrir boas ofertas para pneus de carros.

O local que eu escolhi para avaliar foi a da unidade Broklin, entrega o carro no período da manhã e retira no período da tarde, sem complicações.

O local limpo, organizado e os funcionários são atenciosos. Devido a véspera do feriado prolongado pedi que fosse feito o alinhamento e o balanceamento das 4 rodas do Cerberus.

Logo de cara a Ana (atendente) me disse que o serviço poderia demorar, porque a loja poderia estar cheia (tudo na suposição), chegado na loja por volta das 12h:45min encontrei somente um carro no elevador hidráulico e um outro pronto, o serviço poderia ter sido feito na hora, fiquei desconfiado logo de cara. Como não sou funcionário público, tenho um horário de almoço para cumprir, deixei o carro e voltei a trabalhar.

Somente para reforçar o histórico da loja, lembro que meu amigo que teve um Fox a uns meses atrás foi comprar um pneu e a loja “empurrou” tanto serviço que ele acabou (por pressão) realizando, o que seria uma troca de pneu, alinhamento e balanceamento acabou sendo um serviço completo na suspensão.

No meu caso não foi diferente. A Ana me ligou falando que as 2 rodas da dianteira estava amassadas…. fiquei indignado, nunca ralei as rodas, são novas não tem nem 6mil km rodados, nunca peguei um buraco tão grande que amassasse a roda… ela disse que deveriam ser reformadas senão o carro não daria alinhamento, com medo do peão estar com uma marreta a ponto de quebrar minha roda (não estava lá para ver) disse sim para a maior furada da minha vida… (R$ 50,00 por roda = R$ 100,00 – somente as dianteiras)

Lembro que troquei os freios do Corsa um mês antes e as rodas estava zeradas ainda, certeza que o estrago não foi meu e nem da Tripptz porque a km do carro na loja foi exatamente a mesma de quando eu deixei.

Resumindo…. R$ 80,00 do alinhamento/balanceamento e mais R$ 100,00 da “reforma” das rodas dianteiras. Não demorou muito e a Ana me liga novamente para falar que a suspensão do carro estava blá blá blá, troca tudo e mais um pouco por R$ 120,00.

Fiquei – português claro – PUTO pra Kralho com uma situação dessa, primeiro ela me fala de reforma de roda e para alinhar e balancear não precisa retirar o pneu, fico pensando que máquina de Raio-X do futuro que eles tem na Casa Fernandes.

Como eu estava para pegar estrada e de fato a minha suspensão estava fazendo um pequeno barulho e causando um certo desconforto, aceitei o serviço. Logo estamos falando de R$ 80,00 + R$ 100,00 + R$ 120,00 + R$ 80,00 de Mão de Obra (com desconto – devido a “convênio” da empresa) para apertar parafuso e trocar borracha – Já deu R$ 380,00 (sem qualquer desconto para pagamento a vista).

Novamente reforço, o peão aqui não podia acompanhar o serviço. Na retirada do Corsa ele estava exatamente do mesmo jeito que eu deixei, sujo e com os vidros abertos – ótimo para deixar o carro mais sujo. Analisei de forma bem cautelosa o serviço feito nas rodas, para a minha “surpresa” não senti diferença alguma, eu tenho marcações em todos os acessórios do meu Corsa, sei diferenciar o que é meu e o que não é, para a minha sorte as rodas eram minhas e os pneus também.

Ao sair da loja senti leve diferença na direção, parecia de fato estar mais leve, minha principal reclamação do carro era que na faixa de velocidade de 80km/h até 85km/h a direção trepidava um pouco.

Para a minha surpresa na Rodovia Castello Branco a direção continuava a mesma coisa….. Quarta-feira eu volto para lá, quero o carro alinhado e balanceado…. é dificil ?

Normalmente eu não tenho papas na lingua – principalmente quando se paga R$ 480,00 por um serviço amador – vou falar a verdade e vamos ver o nível do pós-venda.

Daí você se pergunta caro leitor: Porque o idiota dono deste blog deixou o carro lá sabendo do histórico da loja? Resposta simples… Só fiquei sabendo do histórico depois que deixei o carro.

No geral o serviço foi REPROVADO, NÃO RECOMENDO.

CASA FERNANDES DE PNEUS – BROKLIN

Parabéns, vocês receberam o troféu abaixo.

Boa noite.

Dados Técnicos – Pneu


Boa tarde!

Todo pneu é formado de 4 partes principais:

Carcaça

É a parte resistente do pneu, constituída de lona(s) de poliéster, nylon ou aço. Retém o ar sob pressão que suporta o peso total do veículo. Nos pneus radiais as cinturas complementam sua resistência.

Talões

São constituídos internamente de arames de aço de grande resistência e têm por finalidade manter o pneu acoplado ao aro.

Banda de rodagem

É a parte do pneu que entra diretamente em contato com o solo. Formada por um composto especial de borracha que oferece gerande resistência ao desgaste. Seus desenhos constituídos por partes cheias (blocos) e vazias (sulcos), oferecem desempenho e segurança ao veículo.

Flancos

Protegem a carcaça de lonas. São dotados de uma mistura especial de borracha com alto grau de flexibilidade.

TIPOS
Os pneus de competição são fabricados para uso em dois tipos de piso; Seco (Slick) e Molhado (com sulcos para escoamento da água da chuva). Este segundo tem melhor eficiência quando o piso apresenta poças d´água. Em pistas ligeiramente úmidas é aconselhável o uso de pneus para piso seco (Slick). Em alguns países há ainda a produção do pneu chamado “intermediário” usado quando as poças d´água são pequenas e com pouco volume de água. Há ainda os pneus para Rally que têm a sigla “R” para indentificá-los acrescidos do composto.

Sendo assim temos:

S – Seco (Slick)

M – Molhado (Rain)

R – Rally

COMPOSTOS
O composto é basicamente a dureza da borracha do pneu. A dureza sempre resulta na seguinte equação: Borracha mais dura=Maior durabilidade e Menor aderência e o oposto para as Borrachas (compostos) mais macias. Os pneus Pirelli, fabricados no Brasil, têm uma nomenclatura dos compostos própria para a América Latina, não tendo nenhuma relação direta com os compostos da Pirelli Europa.

Na Europa os pneus são identificados pela letra “D” (dry – seco) e “W” (wet – molhado) com as numerações dos compostos de 2 e 3 os mais duros, até 6 e 7 os mais macios.

TIPO/COMPOSTO
Sendo assim os Tipos e Compostos são identificados conforme os exemplos abaixo:

S-2: Pneu para pista seca (S) mais duro/Maior durabilidade/Menos aderência

M-10: Pneu para pista molhada (M) mais macio/Menor Durabilidade/Maior aderência

 

Para quem deseja mais informações sobre os pneus, poderá entrar em contato com o Fabricante, abaixo uma tabela com alguns:

Guia de Fabricantes

Feriadão – Independência do Brasil


Boa tarde.

Neste feriado como qualquer paulistado viajei rumo ao interior de SP. Não queria enfrentar o trânsito da Rodovia dos Imigrantes, então acabei decidindo enfrentar a Rodovia Castello Branco rumo a Presidente Prudente.

Embora muito pedagiada a rodovia oferece boa infraestrutura e qualidade no asfalto, existe uma variedade de Postos de Gasolina de excelente qualidade.

Na rodovia é notável a quantidade de carros novos circulando, se eu tivesse montado esse wordpress a uns 2 anos atrás estaria falando que só se via Santana, Golf, Verona no máximo um Corolla ou um Civic. Essa semana vi tanto Audi A3 , Honda CRV, Mitsubish Pajero, Toyota Rav4, etc

Também percebi a falta de respeito dos motoristas com carros populares. Para quem acompanha o meu blog sabe que o Cerberus (Corsa) está com aproximadamente 120cv (somente aspirado – ainda), com essa potência – e sozinho – não dá jogo para qualquer outro carro.

Na faixa da esquerda, dando farol alto e seta pedindo pista – porque o FDP não dá passagem ? – detesto cortar pela direita mas excepcionalmente hoje fiz 5 ultrapassagens pela direita em velocidade superior ao limite da pista – reforço que eu não queria, mas eu precisava.

Atenção proprietários do Novo Kia Cerato – o carro é bonito, mas não dá status, quando ver um Corsa com Xenon apertando o fiofó (pedindo passagem), dê passagem ou então você sairá aqui.

Infelizmente não consegui tirar uma foto do Cerato, a cara do dono ao olhar para um mero Corsinha ultrapassando ele foi relamente engraçado.

Na segunda-feira um infeliz proprietário do Novo Ford Ka (perceberam que todos os carros agora levam a nomenclatura “Novo”), me ultrapassou de forma perigosa em uma estrada privada a 140km/h, se não fosse o bastante o passageiro saca a pata para o lado de fora e começa a remar…. foi o suficiente para eu saltar dos 80km/h para os 180km/h para ultrapassar e fazer o infeliz ficar tantos km para trás que nem se eu parasse no acostamento ele me alcançaria.

Gosto do interior de SP porque as estradas estão cada vez melhores. Na foto acima uma estrada de chão foi refeita pela prefeitura com verba do Governo Federal… incrivel como uma estrada de sítio é melhor do que nossas ruas de São Paulo.

Para quem não tem eu recomendo… Sem Parar instalado no carro, se não fosse a maldita mensalidade….

Esse tópico eu criei apenas para dizer que estamos de volta, nos próximos vou postar algumas avaliações de Bares, Hotéis e Serviços Automotivos que eu utilzei nesse feriado.

Boa semana.

Abraços