Chevrolet Camaro 2010 – V8


Boa noite,

A partir de Outubro de 2010, teremos um novo modelo em solo nacional. Trata-se do Chevrolet Camaro com mecânica V8. Ainda sem preço público sugestivo, esperamos com bastante anciedade por este bólido aqui no Brasil.

Concorrente direto do Ford Mustang e Dodge Challenger, o Camaro não perde em nada para os seus concorrentes.

Aposto que a cor mais procurada aqui no Brasil será amarela, devido ao sucesso do filme Transformers 1, a Gm até lançou uma versão Bumblebee do Camaro, sendo ele amarelo e os logotipos dos Autobots por toda parte.

Existem 2 versões de motor para o Camaro, o V6 de 300cv e o V8 com 426, o V8 é a promessa da GM aqui no Brasil.

A média de consumo do Camaro é de 11km/l , só lá fora também, aonde não existe plutônio na gasolina…
Além do motor o novo Camaro também possui outras tecnologias embarcadas, como: conectividade Bluetooth; sistema de Áudio Premium Boston Acoustics; conectividade USB; sensor de estacionamento traseiro; sistema de partida remota do veículo; OnStar e Rádio com Satélite XM.

Se já é bem caro um Camaro da década de 70… imagina um do século 21..

Obrigado

Experiências – Fox 2008 – 1.0 8v


Boa tarde,

Montei uma lista de carros que eu vou descrever no site, nas experiências anteriores eu falei sobre o Palio 1.5 e Civic 1.7.

Ainda faltam o Corsa 1.6, Fit 1.5, Fusca 1.5, Gol 1.0 – 16v, Cerato 1.6, Kadett 1.8 e alguns outros. O objetivo é falar sobre os carros que existem ainda disponíveis no mercado naiconal de forma que sirvam como exemplo de boa compra ou não.

O Fox 2008 em questão foi um carro que eu aluguei em 2009. Mesmo atrasado um pouco o que eu passei com esse carro não merece ser esquecido. Equipado com Ar condicionado e direção hidráulica o Fox é uma boa compra ainda. Mesmo sendo reestilizado este ano, é possível encontrar muitos carros por aí em excelentes condições de uso.

Carro possui um paneil modesto, bem simples na verdade, quase não dá graça olhar para ele, o conta-giros é pequeno e mal dimensionado no painel, além do que ele não possui um termômetro do motor (assim como no Ford Ka).

Carro alto, posição de guiar agradável, viajei para Presidente Prudente (Oeste Paulista) em uma viagem de aproximadamente 600km. Posso dizer que eu dirigi 3mil km  em 1 semana com o carro. Eu que estava acostumado com carros somente a gasolina, encher um tanque com alcool foi um alívio no bolso. Na época o Alcool custava um pouco mais de  1 real e compensava (e muito) o abastecimento somente com etanol.

O motor possui 71,5cv algo muito bom para um carro 1.0, viajando sozinho, com pouca bagagem, atendeu e muito as necessidades.

Eu nunca tinha viajado com ar-condicionado, isso porque o meu Corsa não tem luxo algum (optei por performance), gostei da experiência, embora eu sinta que o consumo poderia ter sido melhor.

O Fox é um bom carro, mas não dá para brigar com o Honda Fit ainda. Precisa melhorar o acabamento interno, painel e principalmente oferecer o motor 1.6 por uma diferença de preço menor em relação ao 1.0.

Experiências – Civic 2005 – 1.7 16v


Boa tarde,

Recebi alguns e-mails de pessoas que me perguntaram se eu já dirigi carroso o suficiente para enriquecer a categoria “Experiências”.  Já dirigi tantos carros que se eu não escrever de como foi, algum dia vou acabar esquecendo.

Para muitos dirigir qualquer carro da Honda acaba se tornando uma tarefa bem dificil ou quase impossível… besteira, paradigma seria o termo mais correto, hoje em dia pode-se encontrar um Civic 2002 até 2006 (modelo antigo) por preços muito acessíveis, carro completo e confortável vou descrever aqui como o carro se comporta na cidade e na estrada.

Já dirigi muitos Civics, automático ou manual, vou tentar mesclar um pouco de cada neste post de forma que você caro leitor possa entender um pouco mais sobre a máquina.

Disponível nas versões EX, LXL e  LX, apenas com uma motorização (1.7 porém com uma variação entre 115cv e 130cv), na sua sétima versão está repleta de itens bem convidativos para disputar a liderança do mercado nacional.  Não preciso dizer que o carro vem com ar condicionado, direção hidráulica de série, certo?

Carro muito confortável, excelente potência e consumo bem baixo. Fiquei algumas semanas com uma versão automática com banco de couro e freios ABS (Versão EX). Apenas do câmbio de 4 marchas o carro possui boa arrancada e estabilidade na estrada e na cidade, quase não se sente os “solavancos” dos câmbios automáticos.

Disponível apenas na versão com 4 portas, não tivemos a sétima geração na versão coupê (somente as versões mais antigas – japonesas). O Civic no Brasil sempre acompanhou o design mundial da Honda, algumas vezes com atraso. A Toyota adota a mesma estratégia no mercado nacional, onde encontra-se o Corolla nos EUA com o mesmo Design do Nacional.

O rádio do Civic assim como em muitos carros atuais é totalmente fixado no painel, inibindo a ação de criminosos, os comandos do rádio e ar condicionado estão de fácil acesso e não são complicados de regular.

A versão coupê do Civic não muda exatamente nada para a nacional 4 portas. As rodas são aro 15″ e possuem um design limpo.

O parachoque dianteiro possui as entradas para faróis de milha, porém poucos proprietários na época adotaram o acessório ao retirar o carro da concessionária.

O automático nacional possui piloto automático, que para se dirigir na estrada torna a viagem bem menos cansativa. O carro é extremamente silencioso e sua suspensão mesmo em terrenos irregulares não faz com que o carro fique barulhento demais.

Repare nos comandos do volante para o piloto automático. O câmbio da foto acima é manual (versão americana – não disponível no Brasil). Porém o design até mesmo interno do carro é exatamente o mesmo que o nacional.

O carro mostrou muito confortável e com um motor muito silencioso, logo de cara poucos arriscariam que o carro possui 5 anos de idade, somente para quem conhece o carro, porque mesmo após esses anos continua sendo uma boa compra no mercado de semi-novos.

Abraços